Bolsas

Câmbio

App para mulheres anuncia em camisa de time de basquete dos EUA

Scott Soshnick

(Bloomberg) -- A Bumble, uma empresa de redes sociais mais conhecida por um aplicativo de namoro no qual cabe às mulheres fazer a primeira abordagem, colocará seu logotipo no uniforme do time americano de basquete Los Angeles Clippers.

A Bumble pagará cerca de US$ 20 milhões em três anos, segundo uma pessoa a par do acordo que pediu para não ser identificada porque os termos são privados. O contrato faz parte de um acordo maior entre a empresa e a franquia da NBA de Steve Ballmer.

A fundadora da Bumble, Whitney Wolfe Herd, disse que foi atraída pela presença global da NBA e, mais importante do que isso, pelo compromisso do time com a diversidade de gênero. A diretoria do Clippers conta com o maior número de mulheres da NBA sob o comando da presidente de operações comerciais Gillian Zucker. Este foi o primeiro ano em que a liga permitiu anúncios nos uniformes dos jogadores e até o momento as equipes venderam patrocínios por US$ 5 milhões a US$ 20 milhões por ano.

"Vimos a oportunidade de criar mudanças juntos", disse Wolfe Herd, em entrevista. "Para quem o vê, esse logotipo representa algo mais. Representa empoderamento."

O Clippers e a Bumble preferiram não comentar os termos financeiros da parceria, que inclui iniciativas fora das quadras, como programas educacionais e de tutoria e a criação de um conselho consultivo para líderes industriais.

Ponte para as mulheres

Em entrevista, Ballmer disse que o Clippers conversou com diversas empresas, mas achou a oportunidade de se alinhar à Bumble "fascinante".

"É uma ótima oportunidade de associar uma marca, principalmente entre as mulheres, com os esportes -- e com o Clippers", disse Ballmer. "Não há muitos presidentes de equipes esportivas que sejam mulheres e estejam em boa posição para fazer essa ponte."

A NBA, como um todo, tem se saído melhor em termos de diversidade de gênero que outras ligas esportivas profissionais importantes dos EUA. No ano passado, por exemplo, a NBA recebeu nota B do Instituto de Diversidade e Ética no Esporte da Universidade da Flórida Central por suas práticas de contratação no que se refere a gênero. As ligas nacionais de beisebol (MLB) e futebol americano (NFL) receberam nota C.

Na última temporada, as mulheres representaram 47 por cento dos 127 milhões de telespectadores da liga nos EUA, informou a NBA. A audiência feminina da NBA cresceu 16 por cento nesta temporada, segundo a liga.

Quanto à Bumble, em outubro a empresa lançou o BumbleBizz, projetado para ajudar no networking profissional. Assim como ocorre no app de namoro, são as mulheres que devem iniciar o diálogo.

A Bumble contava com 29 milhões de usuários até a semana passada, segundo um porta-voz. A empresa é controlada por Andrey Andreev, empreendedor russo fundador do Badoo, um website de namoro popular na Europa e na América Latina.

Nas quadras, o Clippers acumula 34 vitórias e 28 derrotas na temporada e disputa com várias equipes a oitava e última vaga nos playoffs pela Conferência Oeste.

--Com a colaboração de Max Chafkin

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos