ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

AT&T entra com pedido de IPO da divisão latino-americana Vrio

Scott Moritz

07/03/2018 13h25

(Bloomberg) -- A AT&T apresentou pedido para uma possível oferta pública inicial da Vrio, empresa controladora de sua participação na unidade DirecTV Latin America, com o objetivo de reduzir dívidas geradas pela aquisição planejada da Time Warner.

A divisão, adquirida com a compra da DirecTV em 2015 por US$ 48,5 bilhões, inclui operações no Caribe e na América do Sul, além de uma participação de 93 por cento na Sky Brasil. Jeffery McElfresh é o CEO da Vrio, um serviço de TV por satélite com 13,6 milhões de assinantes que registrou receita de US$ 5,6 bilhões no ano passado, segundo o comunicado desta quarta-feira.

Apesar de contar com uma divisão de telefonia celular em crescimento no México, a AT&T tem avançado lentamente com os demais ativos latino-americanos. Os executivos conversaram sobre usar as diversas operações de TV na América Latina como forma de ampliar o alcance de parte da programação futura da Time Warner. As condições na Venezuela e no Brasil, contudo, representam um desafio.

Os recursos obtidos com a oferta iriam para a AT&T, que planeja usar o dinheiro para reduzir a dívida e para as operações que estão em andamento, segundo a apresentação. A decisão ajudaria a quitar a dívida da aquisição planejada da Time Warner por US$ 85,4 bilhões e talvez abra caminho para outras transações. Os ativos foram avaliados em US$ 10 bilhões.

A venda independente de ações da unidade pode ser o primeiro passo para a separação da unidade ou para usá-la como veículo para a aquisição de outras. Entre os possíveis parceiros de fusão na América Latina estão a Telefónica e a Liberty Latin America, de John Malone.

No ano passado, o Cade aprovou a fusão AT&T e Time Warner com remédios a serem adotados como a manutenção das atividades da operadora de televisão por assinatura da AT&T Brasil, separadas das operadores Sky e Time Warner, dona dos canais de cabo CNN e TNT.

Mais Economia