Bolsas

Câmbio

Impulso da Apple para melhorar rede de fornecimento ganha força

Robert Fenner

(Bloomberg) -- A Apple, a empresa mais valiosa do mundo, realizou grandes melhoras nas práticas trabalhistas e ambientais em toda a sua vasta rede global de fornecimento em 2017, pressionando as fábricas a se modernizarem e a capacitarem os trabalhadores sobre seus próprios direitos.

A auditoria da fabricante do iPhone em 756 instalações em 2017 produziu um aumento de 35 por cento no número de fornecedores classificados como de alto desempenho devido à adesão ao código de conduta da empresa, segundo o relatório de progresso da Apple em 2018. Mais de 3 milhões de trabalhadores fizeram capacitações para conhecerem seus direitos no ano passado.

A Apple é criticada há anos devido à sua rede de fornecimento, um conjunto de centenas de empresas que fabricam componentes e montam iPhones, iPads e MacBooks. Os trabalhadores de uma fábrica da Catcher Technology na China contaram à Bloomberg News neste ano que eles tinham que ficar em pé até 10 horas por dia em oficinas quentes cortando e moldando capas de dispositivos e manipulando produtos químicos nocivos, às vezes sem o equipamento de segurança adequado.

A empresa americana afirmou em seu relatório que encontrou 44 "infrações básicas" no ano passado, o dobro do ano anterior, mas não citou fornecedores específicos. O índice rastreia as infrações mais sérias do compliance, como o trabalho infantil e a intimidação de trabalhadores. Das auditorias realizadas no ano passado, 197 foram avaliações iniciais nas quais a Apple visitou as instalações pela primeira vez.

Trabalho infantil

Entre as infrações básicas de 2017 houve 38 casos de falsificação de horários de trabalho, três casos de trabalhos forçados e dois casos de trabalhadores menores de idade. As crianças, de 14 e 15 anos, voltaram para suas casas e foram matriculadas em escolas escolhidas por elas e ganharam a promessa de ter um emprego quando chegarem à idade legal para trabalhar.

O relatório da Apple também afirma que a empresa fez progressos em seu impacto ambiental, com 193 bilhões de litros de água conservados em 2017 e uma redução de 320.000 toneladas em emissões de carbono.

Embora essa seja a 12ª avaliação anual da Apple sobre sua rede de fornecimento, o relatório é cada vez mais analisado desde que a empresa atraiu a atenção do mundo em 2010 após uma série de suicídios nas fábricas dirigidas pela sua principal montadora, a Foxconn Technology Group, na China.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos