Bolsas

Câmbio

Norwegian Air quer levar voos internacionais baratos ao Brasil

Jorgelina do Rosario e Carolina Millan

(Bloomberg) -- Os voos internacionais de baixo custo estão chegando ao Brasil.

A Norwegian Air Shuttle planeja voar ao Brasil partindo da Argentina e de Londres para ampliar suas operações na América do Sul, iniciadas há um mês, disse o CEO Bjorn Kjos, em entrevista em Buenos Aires. A empresa escandinava já recebeu autorização do governo argentino para operar voos para 13 cidades brasileiras. A Norwegian também estuda voar para outros países da América Latina, disse Kjos, que preferiu não dar mais detalhes.

"Atendemos muitos lugares nos EUA e na Europa, mas a América do Sul é nosso foco em 2018", disse Kjos, 71, na quarta-feira. "Há outros países com prioridade na América do Sul que não são tão bem atendidos."

A empresa aérea está entrando em um mercado disputado e precisará usar seus voos de baixo custo para se destacar. Entre as empresas que já operam voos para a Europa estão Latam Airlines Group, TAP-Transportes Aéreos Portugueses e Air France-KLM, as duas últimas apoiadas pelas aéreas locais Azul e Gol Linha Aéreas Inteligentes, respectivamente.

Desafios na Argentina

A Norwegian é uma das várias empresas aéreas de baixo custo que estão entrando na Argentina em meio ao esforço do presidente Mauricio Macri para abrir rotas para novos atores e reduzir os custos para o consumidor na Argentina. A empresa começou a voar de Buenos Aires a Londres em fevereiro. Em dezembro, a Norwegian Air recebeu sinal verde das autoridades argentinas para operar até 72 rotas nacionais e 80 internacionais.

Kjos disse que os desafios continuam. O governo argentino mantém um piso para os preços -- um impeditivo para empresas aéreas que desejam vender voos com desconto. E as taxas aeroportuárias continuam sendo as mais altas da região.

"Podemos ser rentáveis com as taxas aeroportuárias e com a tarifa mínima", disse Kjos. Mas mudanças "são importantes para a capacidade do país de competir".

A empresa começará a vender passagens para voos domésticos em maio e espera começar a operar em agosto.

A empresa não tem planos de curto prazo de conseguir um certificado de operador aéreo (AOC) local para voos domésticos no Brasil.

Estações do ano

O esforço da Norwegian na América Latina também abre novas oportunidades para o uso mais eficiente da frota da empresa, já que a demanda varia de acordo com a estação do ano. Para Kjos, usar parte da frota em um lado do mundo durante parte do ano e o resto no outro lado é "o cenário ideal".

Ele prevê aviões, pilotos e tripulantes que operam na Argentina trabalhando durante alguns meses na temporada alta da Europa e o oposto no verão latino-americano. Este plano precisaria ser aprovado pelas autoridades europeias e argentinas.

--Com a colaboração de Richard Weiss

Piloto e copiloto nunca comem a mesma refeição

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos