Bolsas

Câmbio

Empresa usa tecnologia para conquistar americanos pelo estômago

Leslie Patton

(Bloomberg) -- O Denny's é a mais recente prova de que todas as redes de restaurantes importantes querem ser uma empresa de tecnologia.

Na segunda-feira, a rede de restaurantes passou a oferecer a opção de fazer pedidos por meio do alto-falante ativado por voz da Amazon.com em sua mais nova ofensiva digital. O serviço, que permite que os clientes peçam comida para entrega ou para viagem por meio do aplicativo Alexa, está disponível na maioria dos 1.600 estabelecimentos do Denny's nos EUA.

Todas as empresas estão correndo para entrar no espaço da tecnologia, mas a dissonância com a comida gordurosa e barata é inegável. Mas os restaurantes, em particular, estão desesperados para mergulhar na era digital, reformular suas marcas envelhecidas e atrair clientes mais jovens.

"Toda marca de restaurante precisa estar no espaço digital -- estamos todos competindo por uma parcela da fome dos clientes", disse o diretor de marketing, John Dillon, em entrevista. A rede de 65 anos "está se tornando cada vez mais uma empresa de tecnologia", disse.

A Dunkin' Donuts também aposta em novas tecnologias para ampliar as vendas. Na quarta-feira, a rede pertencente à Dunkin' Brands anunciou que os membros de seu programa de recompensas agora podem usar o assistente de voz do Google para fazer pedidos pelo celular. Para isso, basta que os clientes digam: "Hey Google, talk to Dunkin' Donuts" ("Oi, Google, liga para a Dunkin' Donuts", em tradução livre).

O Starbucks também habilitou os pedidos por voz com Alexa e iPhone, o McDonald's agora realiza entregas por meio do UberEats e o Wendy's está adicionando quiosques de autoatendimento a seus restaurantes. O Applebee's está promovendo fortemente as tarifas da compra de comida para viagem com seu aplicativo móvel repaginado e também lançou novas embalagens para conservar a temperatura de batatas fritas e asas de frango. O Taco Bell e o KFC estão trabalhando com a empresa GrubHub para levar burritos e frango frito até a porta dos clientes.

Entrega, para viagem

No caso do Denny's, Alexa pode proporcionar uma competitividade maior em relação a redes de fast-food e a pioneiros do setor nos dispositivos móveis, como Domino's Pizza. A empresa já conseguiu algum progresso nos pedidos feitos pela internet: até dezembro, 8,7 por cento das receitas do Denny's vieram de entregas e pedidos para viagem, contra 6,6 por cento anteriormente.

Os investidores perceberam, e o valor da ação subiu quase um terço no último ano. A empresa registrou ganho de 2,5 por cento no último trimestre para vendas comparáveis por melhorar a qualidade das refeições e usar ferramentas digitais para atrair clientes mais jovens.

Dillon elogia o extenso cardápio do Denny's e comenta que entre os itens populares pedidos pela internet estão opções de café da manhã, hambúrgueres e milk-shakes. Além disso, a rede vende carne assada, saladas Cobb e sopa de vegetais com carne. Cerca de metade dos estabelecimentos da rede no país realizam entregas.

"Houve um tempo em que, ao fazer pedido de casa, era preciso se contentar com pizzas ou com um conjunto bastante limitado de opções", disse Dillon. "Nossa marca consegue realmente se destacar em relação a outras."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos