ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Belize oferece encantos desconhecidos para turistas de luxo

Nikki Ekstein

19/03/2018 14h27

(Bloomberg) -- Apesar da grande diversidade cultural de Belize -- o patrimônio do país é uma mistura em partes iguais de maias, créoles, mestiços, espanhóis, libaneses, chineses, britânicos, indianos e menonitas - seu cenário turístico é surpreendentemente monótono.

Quase três quartos dos 1,4 milhão de visitantes anuais do país chegam em cruzeiros e passam apenas o tempo suficiente para ver as ruínas maias de Altun-Ha, andar de tirolesa e mergulhar na famosa Crystal Cave. E, apesar de existir um grupo de hotéis de luxo -- encabeçados pelo Copal Tree Lodge, pioneiro com foco na culinária, e pelo Turtle Inn, a ilha privada da família Coppola -- Belize tem sofrido devido à reputação de país para mochileiros, que prejudica seus verdadeiros encantos caribenhos.

Mas isso está mudando. "Quando eu comecei a vir aqui, há 15 anos, havia sandálias Birkenstock e mochilas REI nos voos da TropicAir", diz Beth Clifford, fundadora do Mahogany Bay Resort & Beach Club, aberto há três meses, em referência aos voos em aviões Cessna de 14 assentos que são onipresentes em Belize. "Eu acabo de sair de um avião da TropicAir hoje e contei nada menos que três bolsas Louis Vuitton", diz ela. "O perfil mudou completamente."

O Mahogany Bay é a primeira de uma longa série de inaugurações de luxo que estão chegando a Belize. Ele foi inaugurado em dezembro no extremo sudeste de Ambergis Caye, com um clube de praia e um centro de exploração para pesca com mosca, espeleologia e mergulho, em 28 hectares. Em breve serão abertos um projeto de comida da fazenda à mesa com casas de campo a energia solar à beira-mar, uma propriedade do Dream Hotels Group adjacente a uma reserva de jaguares, e o Blackadore Caye, o resort ecológico de Leonardo DiCaprio com foco no bem-estar.

Esse crescimento não dá sinais de parar. Quando o Four Seasons Caye Chapel abrir em 2021 com 30 a 40 bangalôs sobre as águas em uma ilha privada, o país competirá com os melhores destinos de lua-de-mel do mundo.

Por que agora?

Tudo o que entusiasma os desenvolvedores estrangeiros de Belize -- grandes praias, abundância de esportes aquáticos, excursões terrestres agradáveis e ricas tradições culturais e culinárias -- sempre existiram. Então por que Belize só está começando a ganhar impulso agora?

"Os destinos demoram para ser construídos", diz Michael Crawford, Gestor de Portfólio e Relações com Proprietários do Four Seasons. O governo de Belize, acrescenta, construiu esse destino lentamente, mas de maneira intencional, criando um mercado imobiliário atraente com um custo de entrada bastante baixo e sem impostos sobre bens ou sobre rendimentos de capital.

Mais Economia