ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Mercado de ações do Vale do Silício segue em direção à listagem

Annie Massa

19/03/2018 14h52

(Bloomberg) -- Um emergente mercado de ações do Vale do Silício que pretende estimular os investidores a pensar a longo prazo deu um passo adiante no plano de levar essa visão a Wall Street.

A IEX Group entrou com um pedido de aprovação regulatória nos EUA para que a Long-Term Stock Exchange possa testar um conjunto de padrões de listagem favorecendo os investidores que compram e retém papéis, segundo comunicado desta segunda-feira. O teste seria realizado por meio da Investors Exchange, da IEX, permitindo que as empresas de capital aberto na bolsa sejam rotuladas como "LTSE Listings on IEX" e sejam transferidas para a LTSE quando esta abrir.

A empresa pode demorar anos para abrir seu próprio mercado. A aprovação da Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) é um atalho que permitirá que a LTSE comece a fazer experimentos com um conjunto incomum de regras -- mas apenas quando a IEX realmente abrir sua unidade de negociação de ações. A IEX queria a abertura já em outubro passado, mas enfrentou contratempos. Recentemente, um dos maiores defensores públicos da IEX, o bilionário dono de casinos Steve Wynn, deixou a Wynn Resorts após a divulgação de denúncias de má conduta sexual contra ele. Ele havia expressado o desejo de transferir as ações da Wynn para a IEX.

Eric Ries, CEO da LTSE, cogitou a ideia de uma bolsa de valores de longo prazo pela primeira vez no epílogo de seu livro best-seller "A Startup Enxuta", em 2011. Ele disse que a parceria com a IEX foi um passo adiante para o negócio.

"É o ponto culminante de anos de trabalho por trás de um tema e estamos extremamente orgulhosos de chegar a esse ponto", disse Ries, em entrevista por telefone.

A LTSE afirma que seu objetivo final é criar um novo mercado de ações que evite a mentalidade trimestral, a fim de dar um poder maior aos investidores de longo prazo e gerar confiança nas empresas e em seus principais acionistas. Entre os primeiros investidores da empresa estão o capitalista de risco Marc Andreessen, o defensor fervoroso da tecnologia Tim O'Reilly e Aneesh Chopra, que foi chefe de tecnologia dos EUA no governo do ex-presidente Barack Obama.

"Estamos entusiasmados por trazer ao mercado mais opções para as empresas e orgulhosos por abrir caminho para mais inovação", disse Brad Katsuyama, CEO da IEX, em comunicado.

Mais Economia