ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Maior bolsa de criptomoedas do mundo está a caminho de Malta

Yuji Nakamura

23/03/2018 10h22

(Bloomberg) -- A Binance, maior bolsa de criptomoedas do mundo em valor negociado, busca um novo começo no Mediterrâneo.

A empresa, fundada no ano passado em Hong Kong, planeja abrir um escritório em Malta, disse o fundador Zhao Changpeng, em entrevista, de Hong Kong. A Binance iniciará em breve uma "bolsa de moeda fiduciária para criptomoeda" no país insular europeu e está perto de fechar acordo com bancos locais capazes de oferecer acesso a depósitos e saques, disse, sem informar um prazo.

"Estamos muito confiantes de que poderemos anunciar uma parceria bancária lá em breve", disse Zhao. "Malta é muito progressista no tocante às criptomoedas e à tecnologia financeira."

Da China aos EUA, os órgãos reguladores vêm reprimindo bolsas e empresas de criptomoedas desde o ano passado, dificultando a tarefa de empresas como a Binance de encontrar uma base permanente. A empresa tinha escritório no Japão e tentava conseguir uma licença para operar, mas decidiu remover sua equipe para evitar conflitos com os órgãos reguladores locais, disse Zhao. A Agência de Serviços Financeiros do Japão emitiu uma advertência para a empresa nesta sexta-feira por operar sem aprovação.

Zhao disse que também continuava negociando com autoridades de Hong Kong, mas que o resultado dessas conversas era incerto. A Binance foi uma das sete bolsas de criptomoedas que receberam uma carta de aviso nos últimos meses da Comissão de Futuros e Títulos local, dizendo que as firmas não devem negociar ativos digitais definidos como títulos pela lei de Hong Kong, disse uma pessoa a par da carta.

A mudança para Malta surge em um momento em que as autoridades buscam formas de promover o país como líder no campo dos ativos digitais. O governo realizou diversas consultas públicas sobre regulação de moedas virtuais, vendas de token e bolsas de criptomoedas. O plano de criação da Autoridade de Inovação Digital de Malta, para certificar e regular empresas baseadas em blockchain e suas operações, foi revelado no mês passado pelo Malta Independent. O órgão também criará uma estrutura para supervisionar as ofertas iniciais de moedas, noticiou o jornal.

"Bem-vindo a #Malta @binance", tuitou Joseph Muscat, primeiro-ministro do país, na sexta-feira. "Nosso objetivo é ser os pioneiros globais na regulamentação de negócios baseados em blockchain."

Zhao disse que foi convidado recentemente pelo governo maltês para analisar um projeto de lei futuro favorável às empresas de criptomoedas. Sua bolsa foi líder de um ranking mundial de volume nas últimas 24 horas, segundo o Coinmarketcap.com, negociando cerca de US$ 1,7 bilhão.

A Binance também planeja lançar uma bolsa descentralizada nos próximos meses, disse Zhao à Bloomberg, neste mês. Cerca de 10 equipes estão trabalhando no desenvolvimento, mas a tecnologia atualmente é muito lenta para substituir a bolsa centralizada atual da firma, disse.

--Com a colaboração de Benjamin Robertson

Mais Economia