ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Cinco assuntos quentes para o Brasil hoje

Patricia Lara

06/04/2018 08h47

(Bloomberg) -- Pedido de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo juiz Sérgio Moro movimenta a manhã no Brasil em dia em que payroll nos EUA é antecedido por tensões entre China e EUA. Pedido de Moro é para ex-presidente se apresentar em Curitiba até 17:00. Defesa do ex-presidente enviou pedido de habeas corpus ao STJ, após STF negar pleito do petista. Eventual saída do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e filiação de Joaquim Barbosa ao PSB completam os temas de destaque. Veja os assuntos de hoje:

Expectativa sobre entrega de Lula

Após ordem de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva expedida pelo juiz Sérgio Moro, petista teria passado noite no Sindicato dos Metalúrgicos no ABC, segundo rádios, e não fez pronunciamentos até o momento. A entrega de Lula, segundo decisão de Moro, deve ocorrer até 17:00 desta sexta-feira em Curitiba. A ordem gera polêmica por ter sido emitida antes dos embargos de embargos, que, segundo o juiz da Lava Jato constituem "patologia protelatória" e que deveria ser eliminada do mundo jurídico.


Defesa segue em busca de alternativas

A defesa do petista segue buscando caminhos para evitar a prisão. STJ recebeu pedido de habeas corpus da defesa, que não conseguiu aval do STF à ação judicial de proteger o direito de liberdade do petista. Supremo rejeitou o pedido de habeas corpus por 6 votos a 5 e abriu caminho para a prisão de Lula. Mais cedo, Folha de S.Paulo antecipou a informação e disse que defesa alegou no pedido ao STJ antecipação da execução da pena. FUP e sindicatos convocam assembleias para debater greve contra prisão considerada "política", segundo comunicado no website da federação.

Destino de Meirelles

Enquanto Lula concentra as atenções, mercado monitora também destino do ministro Henrique Meirelles nesta reta final do prazo para saída de integrantes do governo interessados em disputar eleição. Agenda do presidente Temer inclui uma reunião às 10:00 com Meirelles. Reunião ocorre em meio à notícia de que ministro estaria mantendo suspense sobre candidatura, segundo Valor. Também existe a expectativa de que Joaquim Barbosa se filie hoje ao PSB.

Payroll antecedido por tensão com China

China promete combater as tarifas do Trump "até o fim" e amplia a tensão neste dia em que payroll é principal destaque na agenda de indicadores. A declaração de Pequim veio depois que Trump ordenou a seu governo que considerasse as tarifas sobre um adicional de US$ 100 bi em bens chineses na quinta-feira. Futuros de NY apontam queda forte para pregão, enquanto perdas nas bolsas da Europa são mais brandas. O dólar se fortalece.

Eletropaulo e Bradesco em foco corporativo

Energisa faz oferta de R$ 3,24 bi para comprar a Eletropaulo, o que representa proposta de OPA de R$ 19,38 por ação. Eletropaulo diz que está avaliando em conjunto com seus assessores os termos e impactos da OPA apresentada pela Energisa, acrescentando que seu conselho divulgará em até 15 dias parecer prévio fundamentado. No setor bancário, Mitsubishi UFJ Financial Group disse que vendeu cerca de metade de sua participação no Bradesco, já que o banco do Japão continua ajustando suas participações em mercados emergentes.

--Com a colaboração de Josue Leonel

Mais Economia