ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Coinbase lança unidade para investir em startups de criptomoedas

Lily Katz

06/04/2018 14h22

(Bloomberg) -- A Coinbase tem capital e está pronta para gastá-lo.

A bolsa de criptomoedas mais famosa dos EUA está formando a Coinbase Ventures, uma equipe que se concentrará em oferecer financiamento a startups de criptomoedas e de tecnologia financeira. A empresa com sede em São Francisco tenta ampliar suas ofertas de negócios.

"Não estamos amarrados a nenhum setor", disse Emilie Choi, vice-presidente de desenvolvimento corporativo e comercial da Coinbase, em entrevista. "Tentaremos identificar bolsões de oportunidades interessantes no início do ciclo de vida -- estamos falando literalmente do estágio semente -- e ver como florescem."

A Coinbase está interessada por exemplo nas áreas de bolsas descentralizadas, que buscam oferecer aos investidores mais controle sobre seus recursos, e em "stablecoins", que são as criptomoedas menos voláteis, disse ela. A empresa, que ajuda os investidores a comprar e vender bitcoins e outras moedas virtuais importantes, espera investimentos individuais da ordem de US$ 100.000 a US$ 200.000, disse Choi, acrescentando que a empresa não planeja ser grande detentora de nenhuma das companhias a curto prazo.

"É possível que nos vejam investir em empresas que parecem competir diretamente com a Coinbase", afirmou a empresa, em comunicado, na quinta-feira. "Pode haver nuances na maneira em que essas startups constroem seus produtos."

A Coinbase pode acabar comprando outra bolsa de criptomoedas, disse Choi, que também comanda fusões e aquisições. Ela entrou na empresa em março vinda do LinkedIn, onde supervisionou mais de 40 negócios. A Coinbase avalia transações como grandes aquisições estratégicas e acordos relacionados aos serviços financeiros tradicionais e à custódia de ativos, disse.

"Por favor, observe que não estamos oferecendo status de ativo favorecido a nenhuma empresa em que investimos", afirmou a Coinbase, em comunicado. "Além disso, os esforços da Ventures por enquanto não se concentrarão em tokens de segurança."

A Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC, na sigla em inglês) afirma que as plataformas que atuam como mediadoras de negociações de ativos digitais considerados títulos precisarão se registrar no órgão regulador como uma bolsa nacional ou se qualificar para uma isenção. A Coinbase não tem licença federal da SEC, nem da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC, na sigla em inglês), órgãos reguladores financeiros mais veementes em relação às criptomoedas, mas é regulada em diversos estados por meio de um emaranhado sistêmico.

Choi disse que haverá uma "separação entre Igreja e Estado" no que diz respeito às empresas de tokens nas quais a Coinbase investirá e às moedas que listará em seu mercado.

A empresa afirmou em comunicado que também poderá investir em empresas abertas por ex-funcionários. Entre os ex-empregados notáveis estão Charlie Lee, que criou o litecoin, e Olaf Carlson-Wee, que fundou a Polychain Capital, um hedge fund de criptomoedas.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia