Bolsas

Câmbio

Taiwan usa serviço de namoro contra envelhecimento populacional

Samson Ellis e Chinmei Sung

(Bloomberg) -- Taiwan pretende enfrentar o mais premente dos problemas do primeiro mundo por meio de uma intervenção maior do governo na vida amorosa das pessoas.

O Ministério do Interior afirma que organizará mais eventos oficiais de encontros em 2018 como parte da iniciativa para reverter o rápido envelhecimento da população de 24 milhões de habitantes de Taiwan.

A ilha registrou mais mortes do que nascimentos em março pelo segundo mês consecutivo e dados do governo divulgados na terça-feira mostram que Taiwan se tornou oficialmente uma "sociedade envelhecida" no mês passado, com mais de 14 por cento da população com 65 anos ou mais. No Leste Asiático, apenas o Japão, onde 28 por cento da população está no clube dos 65 anos ou mais, tem uma proporção maior de pessoas idosas.

Os eventos de encontros patrocinados pelo governo são apenas uma de uma série de medidas destinadas a resolver o problema em Taiwan, onde longas jornadas de trabalho, salários estagnados e falta de moradias e creches são os principais obstáculos que os casais enfrentam quando pensam em ter filhos. Além disso, as autoridades estão se mobilizando para oferecer mais moradias sociais aos jovens e para promover a imigração como forma de ter uma população mais jovem.

"Estamos dando aos solteiros a oportunidade de se conhecerem", disse Jair Lan-pin, vice-diretor do departamento de assuntos civis de Taiwan, em entrevista. "Alguns chegam a se casar e convidam o ministro para o casamento."

O Ministério do Interior -- que anuncia os eventos de encontros em um website repleto de fotos de flores e de estátuas de mãos dadas -- começou a organizá-los em 2010. Entre 2011 e 2012, 36 casais se casaram depois de se conhecerem nesses eventos, segundo comunicado do ministério.

Mas Yang Wen-shan, sociólogo da Academia Sinica, com sede em Taipé, não é otimista. "Como Taiwan é pequena e densamente povoada, o governo nunca viu a desaceleração do crescimento demográfico como um problema", disse Yang. "O governo reconheceu o problema tarde demais."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos