ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Vale deve registrar menor produção em quatro anos, dizem analistas

R.T. Watson

13/04/2018 14h21

(Bloomberg) -- Analistas esperam que a Vale divulgue, na próxima segunda, o menor nível trimestral de produção em quatro anos, já que está reduzindo operações de menor teor para reforçar margens e atender a alta demanda chinesa por minério de melhor qualidade, menos poluente.

A empresa deve ter produzido 75,4 milhões de toneladas no primeiro trimestre, incluindo compras de terceiros, abaixo dos 86,2 milhões do ano anterior, de acordo com a estimativa média de seis analistas consultados pela Bloomberg. Essa seria a menor produção trimestral da Vale desde 2014.

A perspectiva de menor produção não prejudicou o desempenho das ações. A Vale subiu 64% em 2017, quase o triplo do retorno de suas principais rivais de minério de ferro, a Rio Tinto Group e a BHP Billiton, que também divulgam relatório de produção na semana que vem.

Além de seu foco em novos depósitos de baixo custo no norte do Brasil, a Vale está se beneficiando da reformulação do acordo acionário e da adesão a um segmento mais rigoroso de governança da bolsa brasileira.

Agora, os investidores estão prestes a colher mais recompensas à medida que a empresa adota uma abordagem mais transparente e generosa em termos de dividendos depois de apertar o cinto durante a desaceleração do mercado de commodities.

"A Vale está melhor posicionada do que seus pares globais devido à qualidade superior de seu minério de ferro e o potencial para aumentar volumes com investimentos limitados", diz Lucas Tambellini, analista do Itaú BBA, em relatório aos clientes.

A Vale vai divulgar relatório de produção antes da abertura dos mercados na próxima segunda-feira.

Título em inglês:
Top Iron Producer Expected to Report Lowest Output in Four Years

Mais Economia