Bolsas

Câmbio

Blockchain pode ajudar a restabelecer eletricidade em Porto Rico

Naureen S. Malik

(Bloomberg) -- Painéis solares. Baterias. Geradores de emergência movidos a combustíveis fósseis. Tudo isso foi ativado em Porto Rico para ajudar a devolver a luz nos meses posteriores aos devastadores furacões Irma e Maria.

Agora é a vez do blockchain.

A Power Ledger, uma fornecedora australiana de tecnologia de blockchain, está mirando a ilha, onde a eletricidade foi destruída pelo Irma e pelo Maria no ano passado. A empresa contratou Dante Disparte, um especialista em resiliência e segurança de redes elétricas de Porto Rico, para dirigir suas iniciativas no território dos EUA, disse Jemma Green, cofundadora e presidente da empresa.

A Power Ledger está trabalhando com fábricas e órgãos reguladores para ajudar as empresas da ilha a financiar os "recursos de microrredes", como os painéis solares e o armazenamento em baterias. Depois, ela usará sua tecnologia de blockchain para permitir às empresas vender a eletricidade gerada com esses recursos uma à outra e vender o abastecimento a seus funcionários ou para comunidades locais. Com essa troca, as pessoas poderão comprar eletricidade com dinheiro, criptomoedas ou - se alguma empresa quiser - trabalho.

"A próxima temporada de furações começa daqui a apenas três semanas e a rede não é confiável - essa é parte da urgência", disse Disparte, que também é CEO da assessoria Risk Cooperative.

Êxodo

A meta é deter o êxodo de trabalhadores da ilha e impedir as empresas de fugirem para a parte continental dos EUA em busca de serviços de eletricidade mais confiáveis. Disparte disse que ele se reuniu com farmacêuticas e empresas de eletricidade em Porto Rico para discutir o plano da empresa. Algumas das operações deles ficam em áreas rurais onde as linhas de distribuição que abastecem as casas estão destruídas desde a passagem dos furacões.

O CEO da Puerto Rico Electric Power Authority, Walter Higgins, disse na semana passada em entrevista que provavelmente sejam necessários mais um ou dois meses para concluir a restauração da eletricidade aos 25.678 clientes restantes com medidores que ainda não têm eletricidade depois das tormentas. Eles representam 1,74 por cento dos clientes da concessionária de energia elétrica.

Disparte disse que não tem interesse em "reconstruir a velha rede e aguarda a próxima crise e a próxima onda de limitações financeiras". Neste ano, os investidores em criptomoedas da Power Ledger poderão investir em ativos de energia de Porto Rico por meio do que é conhecido como tokens POWR.

--Com a colaboração de Rebecca Kern .

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos