Bolsas

Câmbio

Criptomoedas ganham destaque em currículos para Wall Street

William Mathis

(Bloomberg) -- O último recurso que os candidatos a empregos em Wall Street estão usando para se destacar é afirmar que têm conhecimento sobre criptomoedas.

Mais traders quantitativos e algorítmicos estão usando experiências pessoais com criptomoedas para melhorar seus status no mercado de trabalho, embora os bancos continuem hesitando em se aprofundar no ramo, segundo a firma de recrutamento Selby Jennings.

Embora os números sobre informações de currículos sejam difíceis de obter, Ben Hodzic, um recrutador da firma que se concentra em vagas para traders quantitativos e algorítmicos, estima que cerca de 5 por cento a 8 por cento dos currículos que viu neste ano citam experiências com criptomoedas, contra cerca de 2 por cento no ano passado, conta.

"Muitos profissionais têm observado os mercados de criptomoedas há um ou dois anos e têm brincado com eles", disse Hodzic, em entrevista. "Não se trata de algo que eles venham fazendo como parte de uma organização ou de um banco de investimento."

Wall Street tem adotado uma abordagem cautelosa em relação ao volátil mercado de criptomoedas. As empresas começaram a oferecer contratos futuros da Cboe Global Markets e da CME Group em dezembro. O Goldman Sachs Group é um dos poucos bancos que está começando a montar um negócio limitado de trading de bitcoins concentrado em derivativos.

Isso significa que a quantidade de empregos é inferior ao entusiasmo de alguns candidatos. Enquanto a situação não muda, os traders estão usando suas experiências simplesmente para se diferenciar ou para quebrar o gelo em uma entrevista, disse Hodzic.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos