Bolsas

Câmbio

Três erros comuns na hora do brunch, segundo chefs especialistas

Kate Krader

(Bloomberg) -- Se tem um assunto que divide os EUA, além da política, é o brunch. Um bom número de americanos considera que o brunch é uma refeição incompleta, a menos que venha acompanhado da palavra "ilimitado". Outros acham que esta é a refeição mais social do mundo, uma oportunidade para comer ovos fritos, bacon e bloody marys com uma tarde inteira pela frente para se recuperar ou prolongar a festa.

O principal feriado do ano para o brunch é o Dia das Mães. A Associação Nacional de Restaurantes dos EUA informou que 92 milhões de americanos comeram fora no último Dia das Mães; um quarto deles foi para o brunch. Na verdade, o Dia das Mães é o maior dia de vendas para restaurantes locais em todo o país, de acordo com a womply.com, empresa de software para pequenas empresas, com um aumento de 64 por cento nas vendas.

Nova York é famosa por sua obsessão pelo brunch, e muitos consideram que o melhor da cidade é o do Bubby's. O chef e proprietário Ron Silver abriu o local principal em Tribeca em 1990, oferecendo apenas café da manhã e almoço. "Meu primeiro cliente foi Isabella Rossellini; o segundo foi Blondie [Debbie Harry]; o terceiro foi Cindy Lauper", conta Silver. "No dia seguinte, meu primeiro cliente foi [John F. Kennedy Jr.]."

O Dia das Mães sem dúvida é o maior dia de brunch do ano para Silver e a esposa, Melissa: eles atendem a cerca de 950 pessoas em Tribeca e 995 na filial de Highline (cerca de 100 pessoas a mais que nos domingos comuns).

Por serem especialistas no assunto, eles listaram erros comuns para ajudar a evitar problemas na hora do brunch.

1. Você chega com fome.
A menos que você tenha colocado um despertador para ter certeza de que será o primeiro a entrar quando as portas se abrirem, é provável que você não se sente imediatamente nos melhores restaurantes de brunch, que geralmente não aceitam reservas. "Nosso tempo médio de espera para o brunch entre às 11 e às 13 horas é de 45 minutos. Oferecemos refrescos de acordo com a época: cidra quente no inverno, água de bordo na primavera, limonada com groselha no verão. Mas se você estiver de ressaca, o tempo de espera parecerá muito maior. Por isso, traga nozes."

2. Você não pede panquecas para a mesa.
"Você não deveria escolher entre ovos e panquecas", diz Melissa. "Peça as duas coisas. Panquecas são um prato perfeito 'para a mesa'. É uma das poucas vezes em que você pode comer sua sobremesa no meio da refeição." A escritora Lindsay Robertson defendeu com excelência esse argumento na revista Marie Claire. Na verdade, as panquecas são o prato mais vendido no Bubby's; a versão de James Beard está no cardápio desde que o lugar abriu, e agora o Bubby's vende a mistura pela internet.

3. Você acha que precisa de bloody marys ilimitados nos finais de semana.
"Eu trabalho preparando brunch desde que os ovos foram inventados", diz Ron. "O melhor do brunch é o cheiro de café, bacon e panquecas quando você entra - a iluminação, a música, as pessoas com o cabelo bagunçado. O brunch é descontraído. Há uma razão pela qual não temos jarros de bloody marys. Preparamos um bloody mary maravilhoso e também servimos mimosas com sucos recém-preparados. Mas se você acha que o brunch é um happy hour prolongado, você não está aproveitando-o ao máximo, acredite ou não."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos