ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Energias renováveis têm `longo caminho' para destronar carvão

Perry Williams, David Stringer e Ben Sharples

16/05/2018 12h25

(Bloomberg) -- O carvão continua reinando e mantém um firme controle sobre a matriz energética da Austrália apesar de o custo de geração de energias renováveis continuar caindo.

Apesar de a tecnologia, a instalação e o financiamento das energias renováveis estarem se tornando mais baratos, elas ainda não conseguem competir com a geração a carvão existente, disse Catherine Tanna, diretora-gerente da EnergyAustralia, terceira maior distribuidora de eletricidade do país e uma unidade da CLP Holdings, que tem sede em Hong Kong. Tanto o carvão quanto as energias renováveis têm um papel a desempenhar no desenvolvimento do sistema energético do futuro, disse.

"Acho que ainda temos um longo caminho pela frente para que o custo das novas energias renováveis seja mais baixo que o custo das usinas antigas, em particular aquelas que funcionam a linhito [um tipo de carvão]", disse Tanna, na conferência Bloomberg Invest, em Sidney. "Nenhum país realizou de fato a transição de um sistema baseado no carvão para um sistema totalmente renovável e isso faz parte do quebra-cabeça."

A Austrália, uma das maiores exportadoras de energia do mundo, busca se distanciar do carvão e se aproximar de fontes mais limpas, como o gás natural e as energias solar e eólica. A transição não tem sido nada suave devido aos preços voláteis e à incerteza política. Em um sinal da dificuldade que enfrenta, o governo tentou adiar o fechamento de uma antiga usina de carvão devido à preocupação com o impacto de sua saída sobre a rede elétrica do país.

O primeiro-ministro Malcolm Turnbull tem sido pressionado por políticos conservadores da base do governo a manter a porta aberta para novas usinas movidas a carvão para garantir que as luzes continuem acesas durante o pico da demanda do verão após apagões na Austrália Meridional, em 2016. O carvão ainda responde por cerca de 75 por cento da produção de energia do país, mostram dados do órgão regulador de energia.

Ainda assim, o declínio do carvão está à vista na Austrália. As novas usinas movidas a carvão não serão a principal solução para a desgastada rede de energia porque os investimentos estão migrando para fontes de energia mais baratas, disse Kerry Schott, presidente do Conselho de Segurança Energética do país, em novembro. A EnergyAustralia projeta que cerca de 10.000 megawatts de geração a carvão na Austrália serão descontinuados em uma ou duas décadas.

"Não vemos uma nova geração de energia a carvão sendo construída na Austrália", disse Tanna. "O futuro está na integração de novas energias renováveis, por isso temos que encontrar uma forma de trazer mais energias renováveis para o mercado de forma sustentável."

A Austrália avança rumo a um novo acordo energético após uma década de paralisia política. O país pode fechar acordo para as regras finais de sua controversa Garantia Nacional de Energia até agosto após conseguir o apoio cauteloso de estados e territórios no mês passado. A indecisão política e os equívocos da política climática aumentaram os custos de produção e prejudicaram os consumidores com o aumento dos preços da eletricidade e dos riscos de apagões.

"Quando as luzes se apagam e se veem aumentos recorde dos preços para as famílias, é impossível dizer que o mercado está trabalhando, como se pretendia, pelo interesse dos clientes", disse Tanna.

(Bloomberg) -- O carvão continua reinando e mantém um firme controle sobre a matriz energética da Austrália apesar de o custo de geração de energias renováveis continuar caindo.

Apesar de a tecnologia, a instalação e o financiamento das energias ","image":"","date":"16/05/2018 12h41","kicker":"Bloomberg"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="economia/economia">

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia