ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Para ter energia mais barata, ceda o controle do ar-condicionado

David Stringer e Ben Sharples

16/05/2018 12h35

(Bloomberg) -- As fornecedoras de energia estão experimentando um novo plano para aumentar a eficiência e reduzir a necessidade de investimentos em capacidade de geração -- controlar remotamente dispositivos que consomem muita energia, como aquecedores de piscina e aparelhos de ar-condicionado, dentro das casas dos clientes.

A terceira maior distribuidora de energia da Austrália, a EnergyAustralia, já está trabalhando com um grupo de consumidores entusiasmados para serem os primeiros a adotar tecnologias capazes de ativar e desativar remotamente aparelhos individuais, segundo a diretora-gerente Catherine Tanna. "Essa é uma área realmente empolgante para nós", disse Tanna, na conferência Bloomberg Invest, em Sidney. "As piscinas são uma importante área de foco porque gastam muita energia."

Reduzir a tensão gerada pelas aplicações que gastam muita energia e afastar a demanda dos períodos de pico de uso é uma segunda frente para as fornecedoras de energia, juntamente com o desenvolvimento de uma capacidade de geração mais limpa. Controlar remotamente os aparelhos para aumentar a eficiência energética "pode acabar poupando investimentos no sistema energético como um todo", disse.

A EnergyAustralia, de propriedade da CLP Holdings, de Hong Kong, também está testando o uso de alertas por SMS para clientes do varejo e corporativos para pedir que reduzam o uso de energia nos momentos em que a capacidade está sob pressão e está estudando opções para pedir autorização aos clientes para usar os sistemas de baterias de armazenamento deles, informou a empresa em fevereiro.

"Os clientes se surpreendem bastante quando iniciamos um diálogo com eles querendo falar sobre como podem usar menos nosso produto principal", disse Tanna.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia