PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Firma alega perda de US$ 300 mi em fixação de preço do frango

Lydia Mulvany

22/05/2018 16h16

(Bloomberg) -- Mais uma empresa afirma que o preço do frango foi fixado em uma conspiração nos EUA. A Associated Wholesale Grocers alega ter perdido pelo menos US$ 300 milhões com o esquema ao longo de seis anos.

Tyson Foods, Pilgrim's Pride (pertencente à brasileira JBS), Perdue Farms e Sanderson Farms, que respondem por cerca de 90 por cento do mercado de frango dos EUA, manipularam preços ao coordenar cortes na produção e influenciar o índice usado nos contratos, de acordo com uma queixa apresentada a um tribunal federal do Distrito de Kansas na semana passada.

O diretor financeiro da Sanderson, Mike Cockrell, disse que a empresa não comenta sobre litígios pendentes, mas que pretende se defender vigorosamente. A Perdue não participa do índice de referência Georgia Dock, de acordo com a porta-voz Andrea Staub. Tyson e Pilgrim's não retornaram imediatamente solicitações de comentário da reportagem, mas já negaram as acusações no passado. Um advogado da Associated, a maior cooperativa atacadista fornecedora a supermercados independentes nos EUA, não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Outras 12 companhias apresentaram queixar similar no mesmo dia, 16 de maio, em outro tribunal federal, no Distrito Norte de Illinois.

Desde 2016, a indústria de frango luta contra acusações de manipulação de preços e de natureza antitruste feitas por órgãos reguladores, distribuidores e outras companhias de alimentos. A Tyson, maior produtora de frango dos EUA, afirmou em agosto que, após completar a investigação de alegações que faziam parte de um processo antitruste, a comissão de valores mobiliários (SEC) não recomendaria medidas legais contra a empresa.

Segundo a queixa da Associated Grocers em Kansas, as acusadas conspiraram para reduzir a produção em 2008 e 2009, o que resultou em preços recordes ao longo de 2010, e depois repetiram a tática em 2011 e 2012, o que gerou lucros recordes para as acusadas nos dois anos seguintes.

De acordo com a queixa, as acusadas também influenciaram o índice Georgia Dock, usado pelos compradores para definir os preços de mercado. A partir de 2008, os preços do frango segundo o Georgia Dock entraram em divergência com outros índices e talvez tenham superado os preços do mercado em 17,5 por cento, na média, entre 2010 e 2016, segundo a acusação.

PUBLICIDADE