PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Comcast enfrenta Disney por ativos de entretenimento da Fox

Jessica Brice e Gerry Smith

23/05/2018 16h47

(Bloomberg) -- A Comcast está pronta para entrar em guerra com a Walt Disney.

A gigante do cabo confirmou nesta terça-feira que pode fazer uma oferta por uma ampla gama de ativos de entretenimento da 21st Century Fox, uma empresa que a Disney já havia decidido comprar por cerca de US$ 52 bilhões.

A medida poderia escalar uma disputa de ofertas já em andamento pela divisão europeia de TV por satélite da Fox - e complicar ainda mais o jogo de fusões e aquisições estratégicas que está sendo travado pelas maiores empresas de mídia.

A Comcast "está analisando, e em fase avançada de preparação, uma oferta pelo negócio que a Fox decidiu vender à Disney", anunciou a companhia em comunicado. "Qualquer proposta pela Fox seria toda em dinheiro e superaria o valor da oferta atual da Disney, toda em ações."

Embora nenhuma decisão final tenha sido tomada, a Comcast afirmou que seu trabalho para financiar a oferta - e se preparar para a apresentação de comunicados regulatórios importantes - está "bastante avançado". Uma pessoa familiarizada com as discussões afirmou no início do mês que a Comcast estava avaliando a medida. A Comcast conversava com bancos de investimento sobre a obtenção de um financiamento ponte para o acordo em dinheiro, afirmou a pessoa na ocasião.

Uma contraoferta frustraria os planos do CEO da Disney, Bob Iger, para fortalecer o domínio da empresa no entretenimento. A Fox concordou em dezembro em vender seus estúdios de cinema e de TV, canais a cabo, como FX e National Geographic, e outros ativos para a Disney, que tem sede em Burbank, na Califórnia, em um acordo todo em ações. A Comcast anunciou na época que "nunca conseguiu o nível de engajamento necessário para apresentar uma oferta definitiva".

A Disney planeja usar o conjunto maior de propriedades de TV e filmes em parte para transmitir mais conteúdo diretamente aos consumidores.

"Se a Comcast arrebatar esses ativos das mãos da Disney, este seria um golpe devastador para Iger", disse Daniel Ives, analista da GBH Insights, em nota.

Reação morna

Os investidores da Comcast tiveram uma reação morna à ideia. As ações caíram 2,2 por cento, para US$ 31,80 na terça-feira. Antes mesmo do anúncio, os planos de expansão da Comcast derrubaram as ações, que acumulam queda de 19 por cento neste ano até o fechamento de terça-feira.

As ações da Fox chegaram a subir 1,6 por cento, para US$ 38,77, e a Disney caiu 1,4 por cento, para US$ 102,63.

A Fox não quis comentar a declaração da Comcast. Após notícias anteriores de que a Comcast estaria considerando uma oferta, a Fox afirmou que estava comprometida a concluir seu acordo com a Disney.

A Comcast já está empreendendo uma iniciativa ambiciosa na Europa. A empresa, com sede na Filadélfia, apresentou uma oferta de 22 bilhões de libras (US$ 30 bilhões) para adquirir a participação de 61 por cento na emissora satélite do Reino Unido Sky que não pertence à Fox. A Fox e a Disney também têm interesse em comprar o negócio.

A Comcast obteve na segunda-feira a aprovação do governo britânico para levar adiante sua oferta pela Sky.

--Com a colaboração de Joe Mayes.

Repórteres da matéria original: Jessica Brice em São Paulo, jbrice1@bloomberg.net;Gerry Smith em N York, gsmith233@bloomberg.net