ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Pais de meia-idade vão fumar mais maconha que jovens no Canadá

Jen Skerritt

05/06/2018 19h22

(Bloomberg) -- Afastem-se, jovens. A pessoa mais propensa a passar um baseado na roda quando o Canadá legalizar a maconha é alguém de meia-idade da geração X.

Embora os atuais fumantes de maconha tenham entre 18 e 34 anos e tendam a ser pessoas que "assumem riscos", quando a maconha estiver legalizada o provável usuário de cannabis deve ser um "provador conservador" de meia-idade, entre 35 e 54 anos, afirmou a Deloitte em um relatório publicado nesta terça-feira.

"A legalização pode proporcionar a alguns canadenses a oportunidade de retornar a seus dias de juventude de vez em quando - e legalmente", segundo o relatório.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, está pressionando para abrir o mercado neste verão boreal. Projeta-se que o mercado total de cannabis do país pode chegar a gerar 7,2 bilhões de dólares canadenses (US$ 5,57 bilhões) em vendas totais em 2019, e as vendas legais de maconha com fins recreativos devem contribuir com mais da metade do total, afirmou a Deloitte.

As empresas de maconha estão expandindo suas operações e disputando fatias do mercado antes da legalização. O BI Canada Cannabis Index caiu 32 por cento neste ano devido ao receio de que os produtores estejam supervalorizados. Apesar do recuo, a líder de mercado Canopy Growth vale mais de 7,9 bilhões de dólares canadenses e seu valor mais que quintuplicou nos últimos 12 meses.

Os atuais consumidores de cannabis que afirmam que passarão a fazer todas as suas compras através de canais legais são mais propensos a ser homens com formação universitária, no mínimo, e renda anual acima de 50.000 dólares canadenses, segundo o relatório.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia