Bolsas

Câmbio

Ikea diz que você não precisa comprar um sofá novo

Anna Molin

(Bloomberg) -- A maior empresa de varejo de móveis do mundo está avaliando como perseguir metas climáticas ambiciosas sem perder economicamente.

A Ikea, a empresa sueca famosa por fabricar móveis elegantes e baratos com poucas chances de virarem herança de família, quer que as pessoas conservem suas peças por mais tempo. Para isso, a companhia pretende ampliar os serviços oferecidos e incluir itens como novas capas de sofá e a opção de consertar peças antigas.

A mudança para os mercados de segunda mão e de reforma e consertos representa "uma enorme oportunidade de negócio, e não um negócio concorrente", disse a gerente de sustentabilidade da Ikea, Lena Pripp-Kovac, à Bloomberg.

A empresa afirma que pretende usar apenas materiais renováveis e reciclados em seus produtos com o objetivo de gerar um impacto positivo no clima mundial até o fim da próxima década. A questão é como atingir esse objetivo sem perder dinheiro.

Torbjorn Loof, CEO da Inter Ikea, proprietária do conceito Ikea e franqueadora mundial da marca, diz que o segredo é promover uma expansão contínua e ampliar o foco em serviços e na oferta de produtos que ajudem as pessoas a conservar seus itens da Ikea.

"Do ponto de vista do crescimento, obviamente nossa expansão se torna mais importante e, é claro, também vemos que o setor de serviços é mais importante", disse Loof, em entrevista por telefone.

Aquisições

Considerando o escopo das metas climáticas da Ikea, Loof disse que talvez seja necessário avaliar aquisições, porque a nova estratégia "cria a necessidade de avançar mais rapidamente em alguns tópicos", como a criação de novos materiais e uma maior digitalização. A empresa, que no ano passado comprou a TaskRabbit, uma prestadora de serviços montagens com sede em São Francisco, atualmente analisa "algumas" aquisições em potencial, disse ele.

A Ikea ainda não definiu uma estratégia clara para seus novos serviços, mas Loof diz que avalia o desenvolvimento de mais serviços internamente, união com parceiros e até terceirização. A receita extra poderia vir, por exemplo, com a montagem de móveis na casa dos clientes, entregas porta a porta e consertos.

A empresa prevê que mais pessoas gastarão em acessórios como capas de sofá ou pernas de reposição para mesas em vez de comprarem um móvel completamente novo. Além de ampliar as vendas por meio dessas ofertas, a Ikea espera também uma queda nos custos dos materiais após a decisão de usar somente materiais renováveis e recicláveis.

Segundo Loof, será mais importante também chegar a mais lugares do planeta. A Ikea já está em processo de abertura de lojas na Índia e recentemente informou que se expandiria para Chile, Colômbia e Peru em sua primeira incursão pela América do Sul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos