Bolsas

Câmbio

Turbina eólica offshore pode abastecer indústria pesada em 2020

Anna Hirtenstein

(Bloomberg) -- Alguns dos setores que mais utilizam energia no mundo poderão em breve ser abastecidos pelos giros de turbinas gigantes no mar, segundo a maior produtora de parques eólicos offshore.

"Veremos isso na Europa muito em breve", disse Matthew Wright, diretor-gerente da Orsted no Reino Unido. "Vemos muito interesse, especialmente por alguns projetos nossos na Alemanha para os quais apresentamos propostas livres de subsídios e há pessoas avaliando PPAs corporativos para eles."

Os contratos de compra de energia (PPAs, na sigla em inglês) são firmados entre grandes consumidores de eletricidade e desenvolvedores de projetos. Quem recebe promete comprar toda a eletricidade gerada pelos parques solares ou eólicos a um preço fixo de longo prazo. A Orsted negocia com empresas industriais como fabricantes de químicos, papel e celulose, disse Wright.

A tendência do PPA começou com empresas de tecnologia como Facebook e Alphabet antes de se expandir para os setores de varejo e manufatura. Mais de 23 gigawatts de energia limpa foram adquiridos em todo o mundo, segundo dados da Bloomberg New Energy Finance, aproximadamente o equivalente a 19 reatores nucleares. Até o momento, a vasta maioria dos contratos assinados é de projetos solares e eólicos em terra. Não houve projetos offshore até o momento.

A Orsted, que tem sede em Fredericia, na Dinamarca, ganhou o direito de construir dois parques eólicos offshore na Alemanha no ano passado se oferecendo para instalá-los sem nenhum subsídio do governo. A produtora pode conseguir estabilizar suas receitas fixando, em vez disso, um preço com um contrato corporativo de compra de energia. A Vattenfall, uma empresa sueca que está construindo um projeto livre de subsídios na Holanda, também afirmou que busca uma estratégia similar.

A produtora dinamarquesa abriu oficialmente seu mais recente parque eólico offshore no Reino Unido nesta quarta-feira, chamado Race Bank, ao largo da costa nordeste da Inglaterra. A Orsted atualmente também avalia projetos na Índia, no Japão e na Austrália, disse Wright.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos