ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Em hotéis de luxo, minibar é trocado por `maxibar'

Kerry Medina

04/10/2018 15h43

(Bloomberg) -- Os hotéis estão recorrendo a novas experiências de bar como forma de manter o interesse dos clientes do segmento de luxo -- e, ao mesmo tempo, ampliar as margens favoráveis obtidas com alimentos e bebidas.

É aí que entra o serviço de coquetéis no quarto. Embora a oferta de refeições no quarto esteja em queda -- com recuo de 3 por cento de 2016 a 2017, segundo a empresa de pesquisa sobre hotelaria STR --, os donos de hotéis estão percebendo que os martinis preparados por especialistas, mais que cheeseburgers bem feitos, são exatamente o que seus hóspedes desejam. Algumas vezes isso é feito enviando um barman para atendimento personalizado; em outras, o serviço resume-se em fazer com que o frigobar do quarto fique mais parecido com um bar doméstico.

Esta é a próxima evolução do serviço dos hotéis de luxo; afinal, por que descer até o bar se as bebidas podem ir até você? A seguir, mostramos alguns dos líderes do serviço de bebidas para quartos.

The Darcy, Washington

Chame o "mordomo dos coquetéis" neste hotel moderno de meados do século próximo de Dupont Circle e um mixologista passará 30 minutos personalizando drinques característicos da casa em seu quarto. Você pode pedir um Darcy Double, que combina água com gás, cerveja de gengibre e Green Hat Gin com uma série de vinagres para coquetéis de origem local, ou um Call of the Siren, que coloca opções da estação em uma mistura com vodca e prosecco.

O problema? Tem que reservar com 48 horas de antecedência -- o que significa que seu desejo por gim-tônica não pode ser atendido sob demanda -- e o mordomo deixa você na mão após duas rodadas. (Depois disso, ele sai para atender a outras pessoas.) As bebidas custam US$ 17 cada, mais uma taxa de serviço de US$ 50, e a opção é disponibilizada todas as noites, das 16h30 às 21h30.

The Godfrey Hotel, Boston

Nas manhãs de domingo, das 10 às 13 horas, os hóspedes deste hotel minimalista, mas prestigioso, podem visitar o bar e pedir o Bloody Mary Cart, um carrinho de metal e vidro inspirado em Mad Men e repleto de opções sofisticadas de vodca, gin, tequila e bourbon. Estão incluídos também a mistura de Bloody Mary da casa e seus ingredientes e acompanhamentos preferidos: aipo, azeitonas, conservas da estação, camarões jumbo e até bacon caramelizado com xarope de bordo.

O diretor de marketing do hotel, Paul Sauceda, diz que a oferta -- com preços equivalentes aos do bar do saguão, de US$ 14 por coquetel e sem taxa de serviço -- tem feito "muito sucesso entre pais que não podem ir ao bar nas manhãs de domingo com crianças". Aparentemente, isso é muito mais factível.

Mahogany Bay Resort & Beach Club, Belize

De seus chalés de tábuas brancas, os hóspedes podem pedir bebidas de US$ 8 a US$ 14 como o Don's Old Fashioned, feito de xarope Demerara e rum vintage Dom Omario, ou o Laguna Spritz, com infusão de grapefruit; eles são entregues por um carrinho de golfe das 16 horas às 18h30, com canapés opcionais (e uma taxa de serviço obrigatória de 10 por cento).

(Bloomberg) -- Os hotéis estão recorrendo a novas experiências de bar como forma de manter o interesse dos clientes do segmento de luxo -- e, ao mesmo tempo, ampliar as margens favoráveis obtidas com alimentos e bebidas.

É aí que entra o serviço ","image":"","date":"04/10/2018 15h53","kicker":"Bloomberg"}}' cp-area='{"xs-sm":"49.88px","md-lg":"33.88px"}' config-name="economia/economia">

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia