ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Corretora da Noruega recruta mulheres na briga com concorrência

Hanna Hoikkala

09/10/2018 14h50

(Bloomberg) -- A corretora norueguesa ABG Sundal Collier Holding espera ajuda das mulheres na briga com a concorrência - e está disposta a pagar por isso.

A instituição sediada em Oslo é uma das fundadoras da Mulheres em Finanças, organização que visa fornecer recursos e atrair mais profissionais do sexo feminino para o setor. O capital da fundação terá retorno anual ao redor de 2 milhões de coroas (US$ 219.000) e o dinheiro será usado para dar apoio financeiro a projetos ou medidas que promovam e sustentem a igualdade entre os gêneros.

A necessidade é evidente. Atualmente, as mulheres representam apenas 17 por cento do quadro de pessoal da ABG e seu objetivo é ter uma força de trabalho que espelhe a sociedade.

"É crítico para o nosso negócio recrutar de todo o estoque de talentos", disse Jonas Strom, sócio-gerente da corretora na Suécia que assumirá a presidência em maio do ano que vem. "Isso nos tornará consultores ainda melhores e mais relevantes. Nos deparamos com uma realidade com mais facetas e as empresas do futuro não esperam apenas que a gente se adapte, mas também empenho em promover maior diversidade e igualdade."

A fundação foi inaugurada no início do ano e já dá frutos. Segundo Strom, o número de universitários inscritos no programa de estágio da ABG subiu drasticamente, puxado pelo maior interesse das moças.

"Exatamente em linha com o objetivo - fazer com que mais mulheres escolham nosso setor", acrescentou ele.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia