ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Haddad versão 2.0 é autônomo, verde, azul e amarelo

Simone Iglesias

10/10/2018 16h19

(Bloomberg) -- O Partido dos Trabalhadores retirou o vermelho e o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva do material de campanha, depois de a cúpula petista decidir que é hora de o candidato ganhar protagonismo no segundo turno das eleições. As letras do nome de Fernando Haddad passaram a ser grifadas em verde, amarelo e azul, com estrelas brancas numa alusão à bandeira do Brasil. Na propaganda do primeiro turno, Haddad estava escrito em branco sobre um fundo vermelho.

O distanciamento de Lula foi autorizado pelo ex-presidente na última segunda-feira, durante visita de Haddad à carceragem da Polícia Federal. O número 13, do partido, também perdeu espaço. Historicamente, o PT usa o vermelho em suas campanhas, mas se aproxima agora de um tom mais nacionalista, semelhante à marca do governo federal e às cores usadas pelo adversário Jair Bolsonaro (PSL).

Mais Economia