ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Norma italiana para massas gera acúmulo de trigo durum no Canadá

Jen Skerritt

01/11/2018 13h04

(Bloomberg) -- Na fazenda de Gerrid Gust, em Saskatchewan, o clima favorável trouxe neste ano uma safra abundante de trigo durum com alto teor de proteína, a melhor dos últimos anos. No entanto, esse grão usado para fabricar espaguete não está conseguindo um preço mais alto. Ele está acumulado no armazém por causa das restrições às massas impostas pela Itália, o maior consumidor do mundo, e de dietas populares que evitam carboidratos.

"Temos muito trigo durum de alta qualidade nos depósitos", cerca de 80.000 bushels, disse Gust, de 42 anos, em entrevista por telefone. Os 1.215 hectares que ele cultiva em Davidson, Saskatchewan, podem ficar ociosos no próximo ano se o mercado não melhorar. "Não adianta cultivar algo de que o mundo não precisa", disse ele.

As exportações de trigo durum do Canadá despencaram 22 por cento na temporada que começou em 1º de agosto, depois que a Itália implementou regulamentações de país de origem para as massas, o que restringiu as importações de trigo do país norte-americano. Os preços do grão também caíram para o patamar mais baixo em pelo menos três anos porque a demanda diminuiu à medida que dietas com baixo teor de carboidrato e sem glúten viraram moda, disse Neil Townsend, analista sênior da FarmLink em Winnipeg, em entrevista por telefone.

"Os produtores de trigo durum ficaram em uma posição difícil", disse Cam Dahl, presidente da Cereals Canada, com sede em Winnipeg, Manitoba, em entrevista por telefone. "Não estamos vendo muito movimento no trigo durum."

Algumas das safras do Canadá sofreram com condições climáticas adversas nesta temporada. Uma seca que devastou partes das pradarias foi seguida no final do ano por chuva e neve que paralisaram as colheitas. A maior parte do trigo durum do país foi colhido antes da temporada de chuvas, disse Dahl, e os agricultores ficaram com uma safra estimada em 5,7 milhões de toneladas, um aumento de 15 por cento em relação a 2017.

Rótulo das massas

A Itália implementou novas normas para rotular as massas vendidas no país, a fim de identificar o trigo proveniente do exterior, e essa medida enfraqueceu as importações. Os outros destinos de exportação do Canadá, como os EUA, também colheram safras abundantes, o que reduziu a demanda, disse Townsend, da FarmLink.

A produção mundial de trigo durum em 2018 poderia aumentar 1,3 por cento, para 37,5 milhões de toneladas, devido a ganhos na América do Norte, de acordo com dados do Ministério da Agricultura do Canadá. O país exportou 663.200 toneladas desde 1º de agosto, o início do ano-safra canadense, contra 855.400 toneladas no ano anterior, segundo dados da Canadian Grain Commission.

Os preços do trigo durum caíram 20 por cento neste ano, para 212,35 dólares canadenses a tonelada, o mais baixo desde pelo menos 2015, de acordo com dados da Farmers Advanced Risk Management.

'Problema do trigo durum'

Essa queda pode levar os agricultores a trocar hectares por outras variedades de trigo em 2019, disse Townsend. A menos que haja alguma safra fracassada em outras regiões de cultivo importantes, o "problema do trigo durum" persistirá, porque o mercado é pequeno demais para absorver bushels adicionais, e "esse trigo durum não tem para onde ir", disse ele.

"Não existe crescimento da demanda" para esse grão, disse Townsend. "Particularmente na América do Norte e na Europa, há muito mais conscientização sobre comer" menos glúten, disse ele.

Mais Economia