ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Maior telefônica da Europa abandona luta contra nuvem da Amazon

Stefan Nicola

06/11/2018 14h54

(Bloomberg) -- A Deutsche Telekom decidiu oferecer a plataforma de computação em nuvem da Amazon.com a seus clientes corporativos, reconhecendo o crescente domínio na Europa de sua rival de longa data.

A empresa de telecomunicações alemã tem comercializado sua própria nuvem pública como uma alternativa segura às plataformas americanas Amazon Web Services e Google, a unidade da Alphabet. Agora, ela vai oferecer acesso aos centros de dados da Amazon, além de seus próprios serviços de consultoria, segurança e redes, disse Adel al-Saleh, diretor da T-Systems, a divisão de clientes corporativos da Deutsche Telekom.

A medida reflete um dilema cada vez maior do setor de telecomunicações, que tenta defender a lucrativa atividade complementar de gerenciamento de sistemas de dados das corporações. As grandes empresas de tecnologia estão ficando com uma fatia cada vez maior desse trabalho desenvolvendo plataformas globais e redes paralelas com economias de escala superiores. Isso está obrigando as operadoras de telecomunicações, em grande parte nacionais, a adotarem suas concorrentes do Vale do Silício como forma de manter seus próprios clientes.

"É muito importante termos essas parcerias com os principais players do mundo", disse al-Saleh em entrevista. A T-Systems visa acelerar as vendas de nuvem nos próximos anos, disse ele, e "a AWS seria uma parte muito significativa desse crescimento".

Crescimento

A Deutsche Telekom posicionou sua plataforma de nuvem doméstica como uma opção mais segura para os clientes porque os dados são armazenados nas instalações da empresa dentro da Alemanha, com seus rígidos padrões de proteção de dados. Essas preocupações não impediram que a Amazon firmasse contrato com algumas das maiores corporações da Alemanha, entre elas a montadora BMW, a empresa de engenharia Siemens e a operadora ferroviária nacional Deutsche Bahn, para armazenar os dados dessas empresas em sua rede de servidores remotos.

O implacável crescimento global da Amazon agora oferece uma vantagem de tamanho que torna mais difícil para a Deutsche Telekom vender um pacote completo de serviços de gerenciamento de dados sem oferecer também a nuvem da Amazon.

A T-Systems investiu bilhões de euros nos últimos cinco anos, durante os quais suas receitas caíram aproximadamente pela metade, reduzindo os lucros da controladora. A Deutsche Telekom contratou o americano al-Saleh, especialista em recuperações do setor de software, para realizar melhorias, neste ano.

Complementares

Trabalhar com a Amazon pode impulsionar a demanda pelos serviços de nuvem da T-Systems, que desafiaram o desempenho mais fraco do restante da divisão e cresceram cerca de 19 por cento no ano passado.

Embora ainda comercialize sua própria nuvem pública -- que, segundo al-Saleh, está crescendo a uma taxa de "dois dígitos" --, a empresa está cada vez mais focada em fornecer serviços gerenciados adicionais aos clientes, independentemente da plataforma de nuvem que tiverem comprado.

"O mercado está buscando soluções diferentes, aproveitando esse conceito de ambientes de computação sob demanda que são flexíveis", disse al-Saleh. A Deutsche Telekom é uma parceira atraente para a Amazon Web Services por causa de sua grande base de clientes na Europa e porque a T-Systems pode complementar a nuvem da Amazon com serviços de segurança de primeiro nível, disse ele.

A Deutsche Telekom registrou receita por serviços de nuvem de 1,75 bilhão de euros (US$ 2 bilhões) no ano passado e a Amazon Web Services teve uma receita global de US$ 17,5 bilhões. A Alemanha é o segundo maior mercado da gigante do comércio eletrônico depois dos EUA.

Mais Economia