ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

JPMorgan apoia fintech que quer revolucionar mercado trilionário

Viren Vaghela

07/11/2018 15h02

(Bloomberg) -- Um dos maiores bancos do mundo quer aumentar os lucros excluindo os corretores que atuam como intermediários no maior mercado de derivativos.

O JPMorgan Chase adicionou a startup Wematch Interest Rates a seu programa interno de tecnologia financeira, que ajuda novas empresas a criar produtos destinados ao setor bancário. O JPMorgan, que tem sede em Nova York, e outros negociantes poderão futuramente usar a plataforma da Wematch para negociar transações em mercados de taxas de juros.

"É animador ver um pequeno grupo de especialistas do mercado tendo a chance de criar um produto capaz de gerar um impacto significativo nos resultados finais dos grandes bancos", disse Pasquale Cataldi, chefe de serviços de execução de renda fixa do JPMorgan, em comunicado.

Ao adicionar a Wematch, o JPMorgan se torna o mais recente banco a tentar usar automação para obter vantagem no trading.

O serviço da Wematch se baseia em um modelo de assinatura, e essa tecnologia já foi adotada por negociantes de outros segmentos de mercado, como derivativos de ações e financiamento de títulos.

A tecnologia pode revolucionar os negócios de firmas como BGC Partners e TP ICAP, que têm papel importante na intermediação de transações cambiais, de renda fixa e de derivativos, ao mesmo tempo cobrando tarifas por seus esforços.

A Wematch Interest Rates é uma unidade da London Wematch.live Group. O mercado no qual a empresa tenta entrar é enorme: o valor de mercado dos derivativos de taxa de juros de balcão (OTC) foi de US$ 7,6 trilhões no segundo semestre de 2017, segundo os últimos dados do Banco de Compensações Internacionais.

Redução de custos

"Estamos desenvolvendo novos mecanismos de correspondência e negociação com as equipes de produtos do JPMorgan", disse Mikhael Farouz, especialista de mercado para taxas de juros e câmbio da Wematch.live, no comunicado. "Esta tecnologia será adaptada para a negociação de instrumentos de taxa de juros, melhorando a eficiência do mercado e reduzindo os custos de execução para todos os negociantes."

O programa de tecnologia financeira do JPMorgan também investe em determinados momentos nas jovens empresas apoiadas pelo banco.

Mais Economia