ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Trem desgovernado da BHP afeta tarifas de fretes marítimos

Krystal Chia

09/11/2018 14h10

(Bloomberg) -- Um trem desgovernado da BHP Group está afetando as tarifas de frete marítimo em um momento em que a terceira maior exportadora de minério de ferro do mundo adverte que seus estoques serão insuficientes para cobrir as remessas enquanto as operações ferroviárias estiverem paralisadas.

A BHP suspendeu as operações ferroviárias na segunda-feira após forçar o descarrilamento de um trem desgovernado carregado de minério de ferro. A maior mineradora do mundo acredita que os serviços serão retomados no começo da semana que vem, mas informou também que os estoques em Port Hedland não deverão durar toda a paralisação. A interrupção provocou uma grande liquidação de posições excessivamente otimistas para o quarto trimestre no mercado de navios Capesize, afirmou a Macquarie Wealth Management.

"O descarrilamento da BHP provocou um efeito cascata no mercado de navios Capesize", disse Rahul Kapoor, analista sênior de transporte da Bloomberg Intelligence. "Restrições de volume sempre são ruins para a utilização da navegação, e um evento externo muda o sentimento do fretador e derruba as expectativas futuras para o mercado de fretes."

O índice Baltic Exchange Capesize, um indicador global dos custos de frete, caiu 30 por cento nesta semana, atingindo o menor nível desde junho. O custo de transporte de cargas da Austrália Ocidental para a China está despencando juntamente com contratos usados pelas tradings como hedging ou para apostar nas tarifas de frete. O mercado de fretes já vinha sentindo o efeito das restrições à importação de carvão da China e das fracas exportações de soja dos EUA, segundo a Macquarie.

Limpeza dos trilhos

As entregas a Qingdao, na China, custam US$ 7,159 por tonelada, segundo dados da Baltic Exchange, com sede em Londres. O valor é 18 por cento inferior ao do fim do mês passado. Os contratos futuros de frete do quarto trimestre caíram de US$ 9,150 para US$ 8,042 no mesmo período. As tarifas globais de frete dos navios Capesize recuaram de US$ 19.091 para US$ 13.287 em valores diários em dólares.

A BHP informou que o trem carregado de minério havia percorrido 92 quilômetros sem controle depois que o condutor desceu para inspecionar um problema em um vagão. A empresa, que afirmou na quinta-feira que tem capacidade de abastecer os clientes "conforme os contratos", já limpou os trilhos.

É provável que a empresa tenha apenas dois a três dias de oferta no porto, e a interrupção da ferrovia pode afetar até 5 milhões de toneladas em exportações, disseram analistas do Australia & New Zealand Banking Group, incluindo Daniel Hynes, em nota recebida nesta sexta-feira. Isso deve respaldar os preços do minério de ferro a curto prazo.

O minério de ferro de referência à vista na China subiu 1,5 por cento na quinta-feira, para US$ 75,70 a tonelada, e os futuros da Bolsa de Commodities de Dalian subiram 3,2 por cento nesta semana. Port Hedland, porto australiano usado por mineradoras como BHP e Fortescue Metals Group, exportou 40,2 milhões de toneladas de minério de ferro em outubro.

--Com a colaboração de Alaric Nightingale.

Mais Economia