Topo

Salário de US$ 150.000 da Amazon triplica renda de Nashville

Michael Sasso

14/11/2018 16h35

(Bloomberg) -- Nashville, conhecida nos EUA como Cidade da Música, deve dar continuidade à sua série de anos prósperos com um centro de operações da Amazon que vai empregar 5.000 pessoas.

A gigante da internet se tornará um dos maiores empregadores de Nashville, Tennessee, com a notícia, divulgada na terça-feira, de que a Amazon abrirá uma instalação de US$ 230 milhões no centro da cidade, com uma média salarial de mais de US$ 150.000, o triplo da renda média da cidade. Embora o número seja ínfimo em comparação com os 25.000 empregos que a Amazon vai gerar em Nova York e em Arlington, Virgínia, em termos relativos a presença da empresa poderia causar quase o mesmo impacto na vida em Nashville.

Apenas 8 por cento das famílias em Nashville ganham US$ 150.000 por ano ou mais, em comparação com 14 por cento em Nova York e com um terço das famílias em Arlington County, Virgínia, segundo o Censo dos EUA. No entanto, o lado negativo é que os compradores de casas, que já sofrem com o aumento dos preços, verão os preços subirem mais ainda.

Graças em parte ao fato de a cidade ter se tornado um ímã de millennials, e também por seu papel cada vez mais proeminente na indústria musical, o custo médio de uma casa em Nashville deu um salto de 75 por cento nos últimos cinco anos. Este é o terceiro maior ganho entre as grandes cidades dos EUA, depois de Dallas e Atlanta, de acordo com a Zillow Group. A cidade fica em nono lugar no crescimento do aluguel.

"Há uma grande quantidade de reincorporação acontecendo, muitos novos produtos residenciais estão chegando", disse Courtney Ross, diretora de desenvolvimento econômico da Câmara de Comércio da Região de Nashville. "E isso vai continuar assim nos próximos sete anos, então não vai ser tudo de uma vez."

Incentivos em dinheiro

A Amazon deve receber um total de mais de US$ 100 milhões em incentivos, incluindo uma doação em dinheiro de US$ 65 milhões do estado, além de um crédito fiscal de US$ 22 milhões. Nashville está oferecendo um incentivo em dinheiro de US$ 15 milhões.

A localização de Nashville, que fica na região central dos EUA e na interseção de três rodovias interestaduais, faz com que ela seja uma opção natural para as empresas de logística. A Amazon vem aumentando sua própria operação de entrega para depender menos da FedEx e da United Parcel Service. A companhia criou uma frota de 40 aviões chamada Prime Air e acrescentou serviços de entrega domiciliar rápidos, como o Amazon Flex. Os 5.000 empregos que serão gerados em Nashville se concentrarão no novo Centro de Excelência, em cargos de cadeia de abastecimento, transporte, atendimento ao cliente e funções similares.

O setor financeiro da cidade também está em crescimento, beneficiando-se do desejo das empresas de Wall Street de se afastar de Manhattan. A empresa de investimentos AllianceBernstein Holding vai transferir sua sede e mais de 1.000 empregos de Nova York para Nashville. O UBS Group anunciou em 2013 uma nova unidade de back-office no centro da cidade que agora emprega mais de 1.000 pessoas. O maior empregador de Nashville é o Vanderbilt University Medical Center, com mais de 20.000 trabalhadores.

--Com a colaboração de Jonathan Levin e Wei Lu.

Mais Economia