ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Crescimento do emprego nos EUA é polarizado, especialmente em NY

Jeanna Smialek

05/12/2018 11h25

(Bloomberg) -- Os empregos da faixa intermediária da escala salarial nos EUA -- em setores como construção, apoio administrativo e educação -- representam uma parcela menor da geração recente de postos de trabalho e novas pesquisas mostram que a polarização é particularmente aparente em Nova York.

Na área do entorno e dentro da cidade de Nova York, os empregos com altos salários estão dominando a geração de vagas, seguidos pelos empregos do extremo inferior. Comparativamente, foram gerados menos empregos para ocupações de renda média entre 2015 e 2017, com base em um novo comunicado Federal Reserve Bank de Nova York sobre economia regional. O documento define as ocupações de renda intermediária como aquelas que pagam US$ 30.000 a US$ 60.000 por ano com base em dados nacionais da mediana salarial.

Na região norte do estado de Nova York, as categorias de empregos com salários intermediários estão em franco declínio. Essa condição contrasta com a do país como um todo e poderia determinar como os apertados mercados de trabalho atuais, em geral, são sentidos pela população.

"É tentador acreditar que, com o aperto nos mercados de trabalho, todos os trabalhadores deveriam estar encontrando emprego mais facilmente", disse o presidente do Fed de Nova York, John Williams, em entrevista coletiva. "Alguns tipos de emprego ainda estão em declínio em algumas partes da nossa região e os trabalhadores podem não ter as habilidades certas para os empregos que estão sendo criados."

Mais Economia