ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Cotações

Big Mac mostra libra barata para cair por Brexit sem acordo

Charlotte Ryan

07/12/2018 12h48

(Bloomberg) -- Os níveis historicamente baixos da libra podem protegê-la do pior se o Parlamento britânico rejeitar o acordo de divórcio do Brexit, na semana que vem.

A libra esterlina caiu 15 por cento desde o referendo do Brexit, em junho de 2016, deixando-a para trás em relação aos seus pares do Grupo dos 10 segundo várias medidas de valor justo. Como Theresa May deve ver seu acordo rejeitado quando chegar ao Parlamento, em 11 de dezembro, os estrategistas afirmam que este resultado já está considerado no preço, por isso é improvável que a moeda tenha uma queda significativa.

"Os mercados de câmbio parecem ter considerado no preço o fracasso na votação do Acordo de Retirada no Parlamento, em 11 de dezembro, por uma margem relativamente ampla", escreveram os estrategistas do Barclays, incluindo Marvin Barth, em nota. Seria necessário perder a votação por uma margem de mais de 75 parlamentares para prejudicar a libra, segundo o Barclays.

O Big Mac Index mede o poder de compra de diferentes países usando o preço de um hambúrguer do McDonald's. Segundo esta medida, a libra é uma das moedas mais subvalorizadas, atrás apenas do iene.

O dólar foi o rei das moedas nos últimos seis meses, mas a libra foi uma das mais atingidas. Um dos principais argumentos apresentados pelos estrategistas para a subvalorização da libra é o quanto a moeda já caiu.

"Há claramente um desconto devido ao medo de uma saída desordenada, excessivo, na minha opinião", disse Patrick Perret-Green, chefe de pesquisa da AdMacro.

Mais Cotações