PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Que tipo de cerveja o faraó tomava? Cientistas têm a resposta

Alisa Odenheimer

22/05/2019 15h14

(Bloomberg) -- Com licença, Budweiser: cientistas israelenses dizem que recriaram o sabor das antigas cervejas que filisteus e egípcios tomavam há 5.000 anos.

A pesquisa começou com fragmentos de cerâmica usados para produzir cerveja e hidromel na antiguidade, que ainda tinham amostras de levedura presas no interior. Os cientistas examinaram as colônias de leveduras que se instalaram nos nano-poros da cerâmica e, finalmente, conseguiram ressuscitar a levedura para recriar a cerveja.

"A maior surpresa aqui é que as colônias de leveduras sobreviveram dentro do navio por milhares de anos, apenas esperando para serem escavadas e cultivadas", disse Ronen Hazan, um microbiologista da Universidade Hebraica de Jerusalém. "Com essa levedura, antiga conseguimos recriar a cerveja e isso nos permitiu conhecer o sabor das antigas cervejas filisteias e egípcias. A propósito, a cerveja não é ruim."

Além da emoção de tomar uma cerveja dos tempos faraônicos, a pesquisa é importante para o campo da arqueologia experimental, que busca reconstruir o passado, disse Hazan.

Degustadores do Programa Internacional de Certificação de Juízes de Cerveja aprovaram a bebida faraônica, considerada de alta qualidade e segura para o consumo, segundo comunicado conjunto da Autoridade de Antiguidades de Israel, Universidade Hebraica, Universidade Bar-Ilan e Universidade de Tel Aviv.