PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Premier League da Inglaterra também avança no campo monetário

David Hellier

30/05/2019 12h39

(Bloomberg) -- Com receita recorde, a Premier League da Inglaterra está bem à frente de outras ligas europeias de futebol, aproveitando a boa fase com quatro de seus principais clubes nas finais de campeonato deste ano.

A receita da liga na temporada que terminou em 2018 somou 5,44 bilhões de euros (US$ 6,07 bilhões), mais de 70% superior à da rival mais próxima entre as Big Five, a Bundesliga da Alemanha, segundo analistas de negócios esportivos da Deloitte. A liga alemã tomou o segundo lugar da espanhola La Liga por uma pequena margem, disseram os analistas em relatório.

Os acordos de transmissão e maior distribuição da UEFA, que regula os campeonatos de futebol na Europa, elevam as receitas das ligas de futebol, especialmente para as equipes de elite, segundo os analistas. Enquanto Bundesliga e La Liga acompanham o crescimento da Premier League, a Ligue 1, da França, e a Série A, da Itália, podem perder terreno e se tornar menos competitivas, disse Dan Jones, sócio da empresa que editou o relatório.

"É urgente que clubes italianos e franceses desenvolvam suas fontes de receita", disse Jones no relatório. "Há um risco de que a diferença entre eles e as três principais ligas continue a crescer", aumentando o desequilíbrio competitivo.

A receita combinada do mercado de futebol da Europa subiu 11%, para 28,4 bilhões de euros, segundo o relatório. A média de comparecimento aos jogos foi maior na Bundesliga, mas os clubes ingleses tiveram receita média por equipe de 272 milhões de euros, comparados aos 176 milhões de euros da Bundesliga.

O domínio financeiro da Premier League tem se refletido no campo nesta temporada, onde os quatro finalistas nas duas principais competições de clubes da Europa são britânicos. O Chelsea levou a Liga Europa ao vencer o Arsenal por 4 x 1 na noite de quarta-feira em Baku, no Azerbaijão. O Tottenham enfrenta o Liverpool na final da Champions League no sábado, em Madri.

Com esses resultados, mais equipes da segunda divisão da Inglaterra têm gastado quantias recordes para contratar jogadores talentosos, o que também tem causados prejuízos recordes, segundo o relatório. A crise financeira atingiu equipes como o Bolton Wanderers, que adiou um jogo em abril porque jogadores sem salário se recusaram a jogar e entraram na administração. Um dos mais famosos da Inglaterra, o clube foi um dos fundadores da Football League em 1888, precursora da Premier League.

A busca por talentos também atinge equipes da primeira divisão, disse Jones, da Deloitte. Apesar do aumento na receita, o lucro operacional geral da Premier League caiu para 979 milhões de euros em relação ao recorde do ano passado, de 1,2 bilhão de euros, segundo o relatório.

--Com a colaboração de Samuel Dodge.