PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

ETF de ações brasileiras tem maior saída diária em nove meses

Vinícius Andrade e Aline Oyamada

05/06/2019 14h01

(Bloomberg) -- Investidores retiraram cerca de US$ 127 milhões do iShares MSCI Brazil ETF, o maior ETF de ações brasileiras, nesta terça-feira. Foi a maior saída em um único dia desde agosto. O movimento ocorre em meio à recente escalada nas tensões comerciais globais e ao ritmo decepcionante da recuperação da economia brasileira.

Foi o segundo dia seguido de saídas para o EWZ, como o fundo de índice é conhecido, sinalizando um ajuste após o primeiro ganho mensal em maio -- tradicionalmente ruim para os mercados emergentes -- desde 2009.

Peter Taylor, chefe de ações para Brasil da Aberdeen Asset Management, disse que, embora os desenvolvimentos recentes no cenário doméstico tenham sido ligeiramente positivos, ele precisa de mais clareza sobre a aprovação da reforma da Previdência para aumentar sua exposição às ações brasileiras.

"O cenário base é que será difícil conseguir aprovar a reforma no Congresso", diz Taylor.

O Ibovespa opera em queda nesta quarta-feira, liderando as perdas entre pares emergentes.Investidores retiraram US$ 313 milhões de cinco ETFs listados nos EUA dedicados a ativos brasileiros na semana passada, a segunda maior saída líquida entre os mercados emergentes. Os ETFs chineses, que lideraram as retiradas, sofreram uma saída líquida de US$ 466 milhões no mesmo período.

--Com a colaboração de Carolina Wilson.

Repórteres da matéria original: Vinícius Andrade em Sao Paulo, vandrade3@bloomberg.net;Aline Oyamada em São Paulo, aoyamada3@bloomberg.net