PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Com mercado saturado, Cingapura tem 24 mil apartamentos vagos

Katrina Nicholas

06/06/2019 06h36

(Bloomberg) -- Na minúscula Cingapura, onde é possível percorrer toda ilha em menos de duas horas, há 24 mil apartamentos vagos.

Se isso soa como uma boa renda de aluguel perdida, leve em conta que, além disso, existem outras 44 mil unidades que podem ser adicionadas ao mercado, incluindo 39 mil apartamentos não vendidos de terrenos do governo e edifícios inteiros, e 5 mil unidades que aguardam aprovação de planejamento.

A saturação do mercado imobiliário - em um momento de fraca demanda - levou o governo a reduzir a oferta de unidades residenciais privadas em seu programa de vendas de terrenos. Agora, a oferta de moradias privadas no segundo semestre, excluindo condomínios executivos, será de 1,23 mil unidades, uma queda de 25% em relação às 1,64 mil unidades nos primeiros seis meses do ano.

"A oferta confirmada de 2,87 mil unidades residenciais privadas para todo o ano de 2019 é o menor volume anual desde 2014", disse Ong Teck Hui, diretor sênior da Jones Lang LaSalle. É uma medida "apropriada, dadas as perspectivas econômicas e de negócios cada vez mais fracas", disse.

Pelo menos, as restrições à construção de propriedades que Cingapura introduziu há quase um ano para esfriar o mercado parecem ter surtido efeito.