IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Cotações


IPO da Slack pode avaliar empresa de software em até US$ 17 bi

Dado Ruvic/Reuters
Imagem: Dado Ruvic/Reuters

Sonali Basak, Crystal Tse e Ellen Huet

12/06/2019 08h16

(Bloomberg) -- A Slack Technologies deve ser avaliada entre US$ 16 bilhões e US$ 17 bilhões por investidores quando listar suas ações em Bolsa na semana que vem, segundo pessoas a par do assunto.

O "valuation" tem como base a receita projetada e a taxa atual de crescimento da empresa de serviço de mensagens e colaboração corporativa, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas.

O valor estimado supera os US$ 7,1 bilhões em sua última rodada de financiamento privado em agosto e fica próximo das ofertas de ações da Slack no mercado privado, quando em abril investidores compraram ações por um preço que resultaria em um "valuation" de US$ 16 bilhões.

Uma porta-voz do Slack não quis comentar.

A Slack planeja estrear na Bolsa de Nova York em 20 de junho com o código "WORK".

As estimativas de "valuation" dos investidores se baseiam em cálculos aproximados: a Slack disse na segunda-feira que espera receita de pelo menos US$ 590 milhões no ano fiscal de 2020, que termina em janeiro. O resultado representaria um aumento de 50% em relação ao ano anterior.

Com isso, a empresa poderia obter vendas de quase US$ 900 milhões no ano fiscal de 2021. Os investidores pretendem avaliar a empresa em cerca de 20 vezes a receita projetada, disseram as fontes.

A Slack disse nos documentos apresentados à SEC que não pode garantir que seus planos de aumentar a receita e reduzir as perdas operacionais resultem em lucro.

Ao contrário da onda de empresas de tecnologia que realizaram ofertas públicas iniciais tradicionais este ano, o Slack está abrindo o capital por meio de uma listagem direta incomum. A empresa não vai emitir novas ações para levantar fundos. Assim, os investidores poderão começar a vender as ações existentes imediatamente.

O Goldman Sachs, Morgan Stanley e Allen & Co. são os coordenadores do IPO da Slack. A Bloomberg Beta, braço de capital de risco da Bloomberg LP, tem uma participação na Slack.

(Com a colaboração de Sarah McBride)

Mais Cotações