IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Hidrocarboneto obscuro traz más notícias para a economia global

Prejula Prem e Jack Wittels

2019-06-18T15:18:38

18/06/2019 15h18

(Bloomberg) -- Um produto obscuro processado por refinarias de petróleo tem uma história sombria para contar aos investidores sobre as perspectivas para a economia global.

Esse produto é a nafta, usada na fabricação de diversos produtos, além de ser essencial para a produção de gasolina. As margens das refinarias de petróleo são as mais baixas dos últimos anos na Europa e na Ásia. Algumas petroquímicas na Ásia estão até perdendo dinheiro no processamento, uma raridade.

Sinais de fraqueza da indústria manufatureira na China dificilmente poderiam ter chegado em pior época para o mercado, devido ao cenário de crescente oferta de gás e óleo de xisto dos EUA, que inundou as petroquímicas de matérias-primas de que necessitam para suas operações. Com algumas dessas usinas em manutenção, não é de admirar que o mercado de nafta esteja em baixa.

"A demanda por nafta é simplesmente muito sensível ao clima econômico e ao crescimento", disse Jan-Jacob Verschoor, diretor da Oil Analytics, de Londres, que monitora as margens de centenas de refinarias de petróleo em todo o mundo. "A guerra comercial, com a escalada de tarifas, minou a confiança do setor de manufatura no Oriente, enfraquecendo as margens das petroquímicas."

A disputa comercial entre EUA e China parece afetar a economia do país asiático, um mercado vital para a demanda de nafta. As vendas no varejo estão no nível mais baixo em muitos anos, e o comércio de carros mostra queda há 12 meses seguidos.

A demanda não é o único problema. A nafta compete com o propano como matéria-prima para as petroquímicas.

A recente queda do preço do gás liquefeito de petróleo, outra consequência do boom energético dos EUA, diminuiu muito o apelo da nafta nas últimas cinco semanas, escreveu Hui Heng Tan, analista da Marex Spectron, em relatório de 10 de junho. Com a expectativa de alta das exportações de GLP dos EUA, a demanda por nafta das petroquímicas pode não se recuperar tão cedo.

O outro mercado no qual a nafta é amplamente utilizada - a gasolina - não está cobrindo o superávit criado pela fraca demanda do setor petroquímico.

Normalmente, quando há um aumento na demanda por gasolina, as compras de nafta também sobem, de acordo com a JBC Energy. No entanto, a recente alta dos preços da gasolina na Europa não fortaleceu as margens da nafta. Para a consultoria de Viena, isso pode ser um sinal de que o mercado está realmente fraco.

Repórteres da matéria original: Prejula Prem em Londres, pprem1@bloomberg.net;Jack Wittels em Londres, jwittels1@bloomberg.net

Mais Economia