IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Toys 'R' Us volta dos mortos e abrirá lojas nos EUA em 2019

Matthew Townsend e Joe Deaux

21/06/2019 17h35

(Bloomberg) -- Talvez as crianças americanas tenham que viver apenas um Natal sem a Toys "R" Us.

Cerca de um ano depois de fechar operações nos EUA, o remanescente da extinta cadeia de brinquedos deve voltar a este período de festas abrindo cerca de meia dúzia de lojas nos Estados Unidos e um site de comércio eletrônico, segundo pessoas a par do assunto.

Richard Barry, ex-executivo da Toys "R" Us que agora é CEO da nova entidade Tru Kids, tem defendido sua visão para reencarnar a cadeia para fabricantes de brinquedos, incluindo a participação em uma conferência da indústria nesta semana, disseram as pessoas que pediram para não ser identificadas porque os planos não são públicos.

As lojas devem ter cerca de 10 mil metros quadrados, aproximadamente um terço do tamanho das grandes lojas da marca que fecharam no ano passado, disseram as pessoas. Os locais também terão mais experiências, como áreas de lazer. Os custos iniciais podem ser minimizados com um modelo de estoque em consignação no qual os fabricantes de brinquedos enviam os produtos, mas não são pagos até que os consumidores os comprem, disseram algumas pessoas.

Uma porta-voz da Tru Kids disse que a empresa não está pronta para compartilhar detalhes sobre sua estratégia nos EUA.

Novos rivais

Resta saber qual impulso o retorno da varejista proporcionará à indústria de brinquedos. A original Toys "R" Us, a única cadeia nacional de brinquedos, deixou um buraco enorme quando foi abaixo. A rede gerou US$ 7 bilhões em vendas por ano nos EUA, em mais de 700 locais, incluindo a marca Babies "R" Us.

Walmart, Target e Amazon.com mergulharam para preencher o vazio. Todas elas expandiram os sortimentos e marketing de brinquedos, incluindo o catálogo de brinquedos da Amazon. Outras cadeias não tradicionais entraram na categoria, incluindo mercearias.

Há também uma questão de quantos fabricantes de brinquedos farão negócios com a nova Toys "R" Us depois que muitos perderam dinheiro quando a antiga empresa anunciou a liquidação em março de 2018, apenas alguns meses após o pedido de falência.

Economia