PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Trading Vitol alerta para "surpresas" geopolíticas em petróleo

Dan Murtaugh e Sharon Cho

24/06/2019 07h42

(Bloomberg) -- Para a Vitol Group, maior trading independente de petróleo do mundo, a instabilidade política e a consequente volatilidade dos preços estão sabotando a tentativa da coalizão Opep+ de reequilibrar o mercado.

Os preços do petróleo estão um "pouco frágeis", dada a guerra comercial EUA-China e os problemas no Oriente Médio. Isso estaria complicando a decisão da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados sobre os níveis de produção, disse Russell Hardy, presidente da Vitol, em conferência em Kuala Lumpur na segunda-feira. O grupo tem reunião marcada no início de julho em Viena para decidir sobre os níveis de produção para o resto do ano.

Os preços do petróleo caíram vertiginosamente desde o terceiro trimestre de 2018, quando os Estados Unidos impuseram sanções à Venezuela e ao Irã, ao mesmo tempo em que também intensificavam a batalha tarifária com a China. A volatilidade aumentou no começo do mês depois que ataques a petroleiros no Oriente Médio estremeceram as relações e adicionaram um prêmio de risco aos preços do petróleo, que já mostravam queda devido aos fracos fundamentos macroeconômicos.

"Estou mais preocupado com incidentes geopolíticos do que com os verdadeiros fatores econômicos que impulsionam isso", disse Hardy. "Acho que é mais provável que seja uma surpresa política que nos desvie da rota do que a perspectiva econômica geral."

No longo prazo, o apoio dos governos para uma energia mais limpa terá um impacto maior nos mercados de energia, disse. A demanda por petróleo no setor de transporte atingirá um pico em 2030, enquanto a demanda geral deve atingir seu ponto máximo alguns anos depois, disse Hardy. O consumo deve aumentar em torno de 12 milhões de barris por dia em relação aos níveis atuais, disse.

A trading tem aumentado a parcela de negócios não relacionados ao petróleo, que agora atinge quase 50% das atividades, disse Hardy. A maior concentração está no comércio de gás natural, disse, juntamente com alguma atividade nos mercados de energia europeus, bem como energia renovável e baterias para armazenamento de energia.

Repórteres da matéria original: Dan Murtaugh em Cingapura, dmurtaugh@bloomberg.net;Sharon Cho em Cingapura, ccho28@bloomberg.net