IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Fundo soberano da Noruega suspende restrição contra Walmart

Sveinung Sleire

25/06/2019 14h21

(Bloomberg) -- O fundo soberano da Noruega, com ativos de US$ 1 trilhão, suspendeu sua proibição de mais de uma década para investimentos no Walmart. A mudança foi motivada pelo maior controle da varejista contra potenciais abusos de direitos humanos em sua cadeia de fornecedores.

Em comunicado na terça-feira, o Conselho de Ética do fundo disse que o Walmart mostrou avanços "positivos" no monitoramento de fornecedores.

"Além disso, a empresa se envolve ativamente em áreas selecionadas e de alto risco a fim de ajudar a melhorar as condições de trabalho", disse o conselho em uma carta. "Parece haver menos relatos agora de más condições de trabalho na cadeia de fornecedores do Walmart do que havia antes."

O fundo também decidiu suspender as restrições para investimentos no Grupo Carso SAB de CV, General Dynamics, Nutrien, Rio Tinto Ltd. e Rio Tinto Plc, assim como no Wal-Mart do México, segundo o comunicado.

A General Dynamics saiu da lista negra depois de desativar a produção de munições cluster. Já o Grupo Carso já não está envolvido com negócios de tabaco, de acordo com o fundo. A exclusão da Nutrien foi revogada por ter suspendido as compras do Saara Ocidental, e a Rio Tinto foi retirada da lista com a decisão de vender sua mina Grasberg, na Indonésia, reduzindo o risco de "danos ambientais severos".

O fundo soberano da Noruega, o maior do mundo, leva em conta regras éticas que incluem direitos humanos, produção de armas, corrupção, meio ambiente, carvão e tabaco ao decidir sobre seus investimentos.

Runar Malkenes, porta-voz do banco central da Noruega, disse que as recomendações para suspender as restrições foram avaliadas ao longo do tempo, mas o banco achou "apropriado" publicar todas as sete decisões agora. Faz parte do mandato do conselho reavaliar regularmente as exclusões, disse em e-mail.

Mais Economia