Topo

Gripe suína africana avança rumo à Tailândia

Siraphob Thanthong-Knight

25/06/2019 08h25

(Bloomberg) -- Pode ser apenas uma questão de tempo até que o mortal vírus que dizima suínos na Ásia chegue à Tailândia, o que deve elevar os preços da carne de porco na segunda maior economia do Sudeste Asiático.

Pelo menos essa é a previsão da Bualuang Securities, a corretora do Bangkok Bank, um dos maiores bancos da Tailândia.

A gripe suína africana poderia infectar os porcos da Tailândia em apenas 4 a 6 meses, depois que o vizinho Laos identificou seu primeiro caso na semana passada, disse a Bualuang, considerando o pior cenário possível. A alta dos preços da carne de porco seria enorme por causa do declínio na oferta, segundo a corretora.

Tendo surgido na China em agosto de 2018, o vírus já se espalhou para a Mongólia, Camboja, Vietnã e Coreia do Norte. Em Laos, o surto está em uma área a menos de 161 quilômetros da fronteira com a Tailândia. O governo tailandês disse que, além de estar em alerta máximo para evitar a doença, também tem planos de aumentar a produção de carne suína e impulsionar as exportações para cobrir o espaço deixado pelos produtores na China e do Vietnã.

Caso a Tailândia seja infectada, uma queda dos preços da carne suína -- provocada por produtores em pânico que vão querer se livrar o quanto antes dos porcos -- só deve durar de 1 a 2 meses, antes de dar um forte "salto depois", disse Prasit Sujiravorakul, analista da Bualuang, em nota publicada na terça-feira. "Com uma escassez de carne suína mais grave no médio a longo prazo, esperamos que uma alta sustentada dos preços dure mais."

A Tailândia provavelmente deve ser capaz de evitar a propagação da doença de forma rápida por meio de bloqueios transfronteiriços para o transporte de suínos, disse a corretora. Gigantes do setor de alimentos como Charoen Pokphand Foods, Betagro e Thaifoods Group, que têm operações de suínos de sistema fechado, provavelmente conseguirão evitar a contaminação e se beneficiarão do aumento nos preços da carne de porco, enquanto o impacto sobre o consumo deve ser modesto, já que a doença é inofensiva para seres humanos, disse Bualuang.

As importações de suínos e derivados e de javalis do Vietnã e Laos estão proibidas na Tailândia, segundo informações no site da Royal Gazette publicadas na segunda-feira.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia