PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Quem seria dono do relógio de US$ 1,3 mi roubado na Espanha?

Torrey Clark e Thomas Gualtieri

05/07/2019 13h15

(Bloomberg) -- Enquanto a polícia espanhola procura o ladrão que supostamente teria roubado um relógio Richard Mille de US$ 1,3 milhão de um turista do Azerbaijão em Ibiza, os compatriotas do turista se perguntam quem é a vítima.

O dono do relógio 50-03 McLaren F1 caminhava à beira-mar em Ibiza por volta das 16h30 em 19 de junho, quando o ladrão o empurrou e roubou o relógio, segundo informações do jornal espanhol Diario de Ibiza. A vítima relatou o roubo à polícia na ilha do Mediterrâneo.

Logo depois, uma foto do boletim de ocorrência da polícia espanhola circulou nas redes sociais, identificando a vítima como Rashad Abdullayev, um cidadão azeri de 25 anos. O boletim, que uma pessoa com conhecimento do assunto confirmou ser autêntico, inclui o passaporte de Abdullayev e detalhes de contato, bem como os nomes da mãe e dois amigos que estavam com ele em Ibiza.

Partidos de oposição e ativistas de direitos humanos disseram que a vítima é o filho de Rovnaq Abdullayev, presidente da State Oil Company desde 2005 e membro do parlamento. Abdullayev, de 54 anos, tem um filho com o mesmo nome e ano de nascimento, segundo sua biografia.

Nem Abdullayev nem a Socar, como a empresa é conhecida, comentaram publicamente as alegações. A assessoria de imprensa da Socar não respondeu a repetidos e-mails ou telefonemas durante vários dias. Rashad Abdullayev, citado no boletim de ocorrência, não respondeu aos telefonemas no número de celular fornecido. Laura Hughes, diretora de comunicações da Richard Mille, disse que a empresa não comentaria sobre o roubo.

--Com a colaboração de Claire Ballentine.

Repórteres da matéria original: Torrey Clark em Moscou, tclark8@bloomberg.net;Thomas Gualtieri em Madri, tgualtieri@bloomberg.net