PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Rali do minério pode esfriar com possível investigação da China

Bloomberg News

05/07/2019 11h05

(Bloomberg) -- A maior associação do setor siderúrgico da China pediu ao governo que "mantenha a ordem" no mercado global de minério de ferro depois da disparada dos preços para o maior nível em cinco anos, como resultado da oferta apertada, e solicitou uma investigação sobre a alta.

A Associação de Ferro e Aço da China (CISA, na sigla em inglês) "está relatando problemas relevantes no setor para os ministérios do governo e reguladores, pedindo uma investigação e supervisão mais intensas para manter o mercado de minério de ferro em ordem", disse a vice-presidente da associação, Qu Xiuli, durante conferência em Xangai na sexta-feira. O grupo quer que os preços retornem a "níveis razoáveis", disse.

Os preços do minério de ferro despencaram depois da divulgação da notícia. A cotação do minério chegou a ultrapassar a marca de US$ 120 a tonelada depois do rompimento da barragem da Vale em janeiro e do mau tempo na Austrália, o que reduziu os embarques ao mesmo tempo em que usinas chinesas aumentavam a produção de aço. A intervenção da CISA surge depois de advertências de outros observadores do mercado. Esta semana, o CRU Group disse que os preços haviam se descolado dos fundamentos, já que há sinais de melhora da oferta e o consumo de aço tende a desacelerar.

Segundo Qu, os ganhos não se justificariam porque "não há problema de oferta". Ela citou a recuperação da produção no Brasil e o aumento da oferta chinesa. A especulação pode ter ajudado a impulsionar o rali, disse. O mercado de minério de ferro pode passar a ter superávit neste semestre, com a desaceleração da produção chinesa de aço, segundo Qu.

Os preços do minério de ferro chegaram a cair até 6,2% na sexta-feira, para US$ 107,20 a tonelada na Bolsa de Cingapura, após fechar no maior nível em cinco anos na segunda-feira.

Pelo menos oito grandes siderúrgicas se reuniram no fim do mês passado e concordaram em examinar questões que afetam o setor, segundo pessoas com conhecimento da situação. O grupo vai avaliar se os preços do minério de ferro refletem com precisão os fundamentos do mercado, como o papel dos especuladores nos mercados futuros e as metodologias do índice do preço spot, bem como o desempenho das importações do país, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas. As conclusões da reunião serão apresentadas às agências do governo e ao Conselho de Estado.

A CISA é a principal associação do setor siderúrgico da China continental e representa as maiores empresas do maior importador de minério de ferro do mundo. A maior economia da Ásia é responsável por cerca de metade da fabricação mundial de aço, e as tendências de sua gigantesca indústria dão o tom do mercado global.

"O grande risco é que especuladores com dinheiro em futuros de minério de ferro possam ser atingidos por reguladores tentando esfriar o mercado", disse Tomas Gutierrez, analista da Kallanish Commodities, em Xangai. "No passado, os reguladores pressionaram por taxas mais altas e outras medidas quando viram que mercado estava se movendo muito rapidamente para o seu gosto."

--Com a colaboração de Rebecca Keenan.

To contact Bloomberg News staff for this story: Krystal Chia em Cingapura, kchia48@bloomberg.net;Winnie Zhu em Xangai, wzhu4@bloomberg.net;Alfred Cang em Cingapura, acang@bloomberg.net;Steven Yang em Beijing, kyang74@bloomberg.net