PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Amazon promete investir US$ 700 mi para capacitar funcionários

Molly Schuetz

11/07/2019 15h23

(Bloomberg) -- A Amazon.com anunciou que planeja investir US$ 700 milhões para capacitar novamente cerca de um terço de sua força de trabalho nos Estados Unidos com foco em habilidades necessárias para prosperar na nova economia.

A gigante do comércio eletrônico, que usa cada vez mais robôs para ajudar a classificar e entregar pacotes, disse que vai treinar novamente 100 mil funcionários até 2025 para que assim possam assumir cargos de qualificação mais alta dentro da empresa ou encontrem novas carreiras fora da Amazon, segundo comunicado divulgado na quinta-feira.

O programa permitiria que funcionários em centros de distribuição assumissem funções técnicas, independentemente de qualquer experiência anterior em tecnologia da informação. Funcionários sem conhecimento técnico poderiam adquirir habilidades e fazer a transição para carreiras de engenharia de software. A Amazon também ofereceria mensalidades pré-pagas para treinar empregados de centros de atendimento para cargos de alta demanda que escolhessem, entre outras opções.

"Para nós, criar essas oportunidades é apenas o começo", disse Beth Galetti, vice-presidente sênior de recursos humanos. "Embora muitos de nossos funcionários queiram construir suas carreiras aqui, para outros, pode ser um trampolim para diferentes aspirações."

No mercado de trabalho com o maior déficit de mão de obra em meio século, a Amazon concorre com outras empresas para contratar os melhores e mais inteligentes. O desafio poderia ser contornado com uma ênfase renovada em capacitação. Ajudar os funcionários a se adaptarem à transformação digital da economia também poderia acalmar sindicatos e parlamentares como o senador Bernie Sanders, para quem a Amazon precisa melhorar as condições de trabalho. No ano passado, a gigante do comércio eletrônico elevou o salário mínimo de seus funcionários para US$ 15 por hora.

A Amazon informou que sua força de trabalho nos EUA vai somar 300 mil funcionários este ano. Depois de analisar o nível de emprego interno e dados de contratações, descobriu que os postos altamente qualificados e em rápido crescimento incluíam especialistas em mapeamento de dados, cientistas de dados, arquitetos de soluções e analistas de negócios.

Agora há mais vagas nos Estados Unidos - 7,4 milhões - do que americanos desempregados - 6 milhões - disse a Amazon, citando o Departamento de Trabalho dos EUA.

"O desafio não é apenas adaptar-se às novas tecnologias, mas adaptar-se ao dinamismo da economia, que só vai acelerar", disse Jason Tyszko, vice-presidente da Fundação da Câmara de Comércio dos EUA, no comunicado da Amazon.