IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Fed inclinado a corte de 25 pontos-base liderado por Powell

Craig Torres e Richard Miller

22/07/2019 14h32

(Bloomberg) -- O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, e membros do banco central dos Estados Unidos estão preparados para reduzir os juros em 0,25 ponto percentual no fim do mês, evitando dar um passo maior no primeiro corte da taxa em mais de uma década.

Diante do lento crescimento econômico global e das elevadas tensões comerciais, os formuladores de política monetária também devem deixar aberta a possibilidade de novos cortes no futuro com o objetivo de manter a expansão econômica recorde dos EUA.

"Gostaria de optar por 25 pontos-base na próxima reunião", disse o presidente do Fed de St. Louis, James Bullard, a repórteres na sexta-feira. Bullard, que está entre os membros do Fed que votam em 2019 e é um dos diretores mais dovish do banco central, caracterizou tal movimento como uma recalibragem, em vez do início de uma série de vários cortes.

"Acho que um ciclo de afrouxamento é um pouco forte para essa situação", disse, citando fatos da década de 1990, quando o Fed fez ajustes na taxa de juros como proteção contra choques externos e para sustentar o crescimento da economia.

Investidores projetam um corte de 0,25 ponto percentual na reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto nos dias 30 e 31 de julho. Mas o mercado reduziu as apostas em uma redução de meio ponto depois que o Fed de Nova York minimizou comentários feitos na quinta-feira pelo presidente da instituição, John Williams, que haviam sido interpretados como um apelo a um corte mais agressivo.

As expectativas de redução da taxa já haviam sido claramente sinalizadas por Powell durante o depoimento ao Congresso nos dias 10 e 11 de julho, quando o presidente do Fed discutiu as incertezas decorrentes das políticas comerciais de Donald Trump e da desaceleração do crescimento global.

Repórteres da matéria original: Craig Torres em Washington, ctorres3@bloomberg.net;Richard Miller em Washington, rmiller28@bloomberg.net

Economia