PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Millennials priorizam diferentes metas em consultoria financeira

Suzanne Woolley

24/07/2019 16h30

(Bloomberg) -- Sophia Bera quer deixar algo bem claro: ela não é a consultora financeira do seu pai.

Esse é o slogan de Bera, que está por todas as partes no site da profissional de 35 anos. É possível encontrá-lo em sua marca pessoal em exibição em sua empresa, Generation Y Planning. Há o foco nos valores e significado: "O dinheiro não precisa ser assustador ou sério o tempo todo. O dinheiro pode ser sobre alegria, segurança e confiança." E é dessa forma que essa consultora financeira certificada trabalha: virtualmente e cobrando uma assinatura mensal. Bera atualmente trabalha por um mês remotamente da Cidade do México, depois de passar 30 dias cada em três cidades: Santiago do Chile, Lima e Medellín.

Se Bera e outros jovens consultores financeiros insistem na mesma linha "não sou o consultor do seu pai", é porque isso ressoa com um público cético em relação aos consultores financeiros tradicionais e, em qualquer caso, não recebe muita atenção personalizada da maioria deles.

Mais do que isso, isso sinaliza que esses jovens consultores entendem as prioridades para o fluxo de caixa dos millennials, e não vão dar palestras condescendentes sobre a importância de poupar para a aposentadoria ou recomendar para não gastar dinheiro em viagens.

"Se você tem 65 anos e sua interação mais próxima com os millennials é com seus filhos, talvez não tenha a perspectiva que precisa para lidar com a realidade de ter dois cônjuges que trabalham, que se deslocam, que pagam dívidas de empréstimos estudantis e que estão tentando começar uma família e economizar para comprar uma casa", disse Douglas Boneparth, 34 anos, fundador da Bone Fide Wealth, de Nova York.

O setor de planejamento financeiro precisa de mais profissionais que possam se conectar com clientes mais jovens e menos ricos, disse Bera, que possui 95 clientes. Por exemplo, muitos de seus clientes estão lidando com problemas de fertilidade.

A XY Planning Network é um hub para consultores que cobram taxas, com foco em fornecer orientação financeira para clientes das gerações X e Y. O site diz que seus consultores estão lá "para ajudar a viver uma vida ótima". A maioria dos consultores oferece serviços por uma taxa mensal que varia muito - de US$ 75 a US $ 400. (Bera recentemente elevou sua taxa mensal para US$ 299, e os clientes pagam US$ 2.500 adiantados.) Os clientes geralmente pagam por hora, trimestre ou ano. Também podem optar por pagar uma porcentagem dos recursos sob gestão.

Muitas das biografias dos consultores no site XY nem sequer mencionam a aposentadoria. Isso não quer dizer que os consultores financeiros não trabalharão com os clientes para ajudá-los a encontrar um equilíbrio aceitável entre gastos e economia, tanto a curto como a longo prazo. Mas dizer para um millennial que ele precisa priorizar seus anos dourados mostrará apenas uma falta de conexão, disse Boneparth, que não é membro da rede.

"Os millennials não precisam se sentir culpados por uma forma de pensar que não combina com eles", disse. "Precisam ser informados de que não há problema caso queiram se concentrar em metas de curto prazo."