PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Uma das inventoras do e-cigarro Juul vai lançar rival na China

Shelly Banjo e Sheryl Tian Tong Lee

26/07/2019 10h37

(Bloomberg) -- Uma das principais cientistas que participou do desenvolvimento dos cigarros eletrônicos da líder do mercado Juul Labs está prestes a lançar sua própria marca na China.

A Myst Labs, empresa da cientista Chenyue Xing, desenvolveu um dispositivo de prata chamado Myst P Series, que será lançado na Conferência Global de Internet Móvel em Guangzhou, no sábado. Semelhante a uma unidade flash USB, o cigarro eletrônico de 399 RMB (US$ 58) foi projetado para resolver alguns dos desafios enfrentados pela marca Juul, que é alvo de críticas nos Estados Unidos por seus produtos com alto teor de nicotina, o que incentivaria o vício entre milhões de não fumantes, muitos deles menores de idade.

"A tecnologia da Juul agora tem três anos. Não acho que tenha feito qualquer outra inovação na formulação líquida desde que os cigarros foram lançados", diz Xing, que coinventou a tecnologia de sal de nicotina por trás dos cigarros eletrônicos da Juul, antes de deixar a startup em 2016. "Há muito a ser feito, especialmente na China, onde há centenas de milhões de fumantes que poderíamos ajudar a parar de fumar."

Xing, cientista-chefe e cofundadora da Myst, diz que a linha P Series tem níveis mais baixos de nicotina do que os produtos da Juul e foi formulada para atrair os atuais fumantes - evitando os sabores frutados que podem atrair adolescentes que estão começando a fumar. A Myst planeja evitar a publicidade nas redes sociais e quer instalar programas de reconhecimento facial em lojas de varejo e comerciantes on-line para tentar evitar que menores de idade comprem seus produtos. A Juul não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

"Assim como crianças que bebem cerveja a rejeitam por causa do sabor, procuramos criar uma formulação de nicotina que crianças não gostariam e que apenas os fumantes veteranos possam desfrutar", diz Xing.

Xing, de 37 anos, cresceu em Xangai e se mudou para os EUA para estudar. Ela obteve seu doutorado em engenharia química pela Universidade da Califórnia em Davis, e trabalhou em empresas farmacêuticas e de biotecnologia dos EUA, especializada em medicamentos inalados por via oral para doenças como a asma. Xing diz que decidiu trabalhar para a Juul para ajudar pessoas a parar de fumar, mas saiu quando a controladora expandiu seu foco de negócios para oferecer vaporizadores de maconha. Agora, a cientista quer criar uma líder em cigarros eletrônicos como a Juul em seu país de origem.

Xing fundou a Myst este ano em parceria com Thomas Yao, que também é sócio-fundador da IMO Ventures, uma empresa de capital de risco focada em investimentos em estágio inicial em startups asiáticas que querem levar tecnologia para os EUA ou Europa, ou vice-versa.

--Com a colaboração de Ellen Huet.

Repórteres da matéria original: Shelly Banjo em NY, sbanjo@bloomberg.net;Sheryl Tian Tong Lee em Hong Kong, slee1905@bloomberg.net