IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

Maconha substitui aspargo em cultivo ao ar livre no Canadá

Kristine Owram

07/08/2019 16h34

(Bloomberg) -- Apesar de um início frio e úmido na fase de crescimento, os pés de maconha já estavam altos em meados de julho na fazenda WeedMD, no sudoeste de Ontário, uma região mais conhecida pelo cultivo de frutas e milho do que de cannabis.

A WeedMD é uma das 13 empresas de cannabis canadenses que receberam licenças de cultivo ao ar livre em um setor cujo cultivo é realizado predominantemente em estufas ou galpões. A empresa plantou 21 mil pés em 11 hectares que anteriormente cultivavam aspargos e espera colher mais de 25 mil quilos de maconha seca de suas operações ao ar livre este ano, mais da metade de sua produção total.

A quantidade de maconha cultivada ao ar livre representará uma pequena parcela do mercado este ano - menos de 10% das licenças de cultivo concedidas no Canadá são para uso externo -, mas muitas outras estão a caminho depois que o governo canadense mudou a legislação no ano passado para permitir fazendas de maconha.

O apelo é claro: cultivar ao ar livre pode custar apenas um quinto da produção em estufas e a maconha pode ser comercializada como cultivo "au naturel", sob o sol. Mas também trazer maior risco de pragas, pesticidas e mudanças climáticas.

"Cultivar ao ar livre é um sonho", disse Derek Pedro, diretor de cannabis da WeedMD, durante uma visita à fazenda em Strathroy, a cerca de 225 km de Toronto. Ele disse que mudanças naturais de luz e temperatura externa resultam em botões "maiores, mais saborosos, mais densos" com uma altura melhor que a mesma linhagem cultivada em estufa.

Há apenas um ano, muitas empresas eram contra o cultivo ao ar livre.

"Restringir o cultivo de cannabis a instalações internas, tanto a estufas quanto a edifícios, irá garantir um ambiente de produção seguro e protegido," disse Bruce Linton, então copresidente da Canopy Growth, em audiência no Senado canadense em maio de 2018, apontando para o potencial de roubo e produtos de baixa qualidade ao ar livre.

Treze meses depois, a Canopy anunciou que havia recebido uma licença para cultivar cannabis ao ar livre no norte de Saskatchewan.

Para contatar a editora responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Mais Economia