IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

China diz que está prestes a lançar criptomoeda

Bloomberg News

12/08/2019 07h37

(Bloomberg) -- O banco central da China está "perto" de emitir sua própria criptomoeda, de acordo com um funcionário do alto escalão.

Os pesquisadores do banco têm trabalhado intensamente desde o ano passado para desenvolver sistemas, e a criptomoeda está "perto de ser lançada", disse Mu Changchun, vice-diretor do departamento de pagamentos do Banco do Povo da China (PBOC, na sigla em inglês), em um evento realizado pelo Fórum China Finance 40 no fim de semana em Yichun, Heilongjiang. Mu não detalhes sobre o prazo de lançamento.

Mu repetiu a intenção do PBOC de que a moeda digital substituiria M0, ou dinheiro em circulação, em vez de M2, o que geraria crédito e impactaria a política monetária. A moeda digital também apoiaria a circulação e internacionalização do yuan, disse.

As observações indicam que o PBOC avança o plano de lançar formalmente uma moeda digital própria após cinco anos de pesquisa. A iniciativa do Facebook de criar a criptomoeda Libra preocupou bancos centrais globais, incluindo o PBOC, segundo o qual o ativo digital deve ser supervisionado pelo banco central para evitar potenciais riscos cambiais e proteger a autoridade da política monetária.

"A Libra deve ser vista como uma moeda estrangeira e inserida sob a estrutura de gestão de divisas da China", disse durante o fórum Sun Tianqi, funcionário da Administração Estatal de Divisas da China.

Ao contrário das ofertas descentralizadas com base em blockchain, a moeda do PBOC tem como objetivo dar a Pequim mais controle sobre seu sistema financeiro.

De acordo com patentes registradas pelo banco central, consumidores e empresas fariam o download de uma carteira móvel e trocariam yuanes pelo dinheiro digital, que poderia ser usado para fazer e receber pagamentos. O PBOC também poderia monitorar todas as vezes que o dinheiro muda de mãos.

"Sem dúvida, com o anúncio da Libra, governos, reguladores e bancos centrais em todo o mundo tiveram que agilizar seus planos e abordagem para ativos digitais", disse Dave Chapman, diretor executivo da BC Technology. Segundo Chapman, moedas que não são emitidas por governos poderiam interferir nas finanças e pagamentos "dramaticamente".

--Com a colaboração de Eric Lam.

To contact Bloomberg News staff for this story: Yinan Zhao em Pequim, yzhao300@bloomberg.net

Mais Economia